Papa Francisco, Falso Profeta?

É difícil encontrar quem não goste do Papa Francisco. Ele é bonachão, gente boa, humilde, amigo dos pobres, não gosta de riquezas e opulências, não implica com os homossexuais e nem com os abortistas. Dizem até que ele vai andar de fusca, e como se pode ver na foto acima, gosta de coisas simples. Maravilha, não é mesmo?

E se eu lhe disser que o Papa Francisco veio para destruir a igreja católica e blasfemar contra Cristo, você acreditaria? É verdade, e é como católico que eu lhe digo isso.

Francisco é o representante da maçonaria infiltrada na igreja, que finalmente conseguiu eleger o seu papa. É duro dizer, mas o demônio chegou ao papado. Ele é a besta do Apocalipse 13-11 ”que se veste como um cordeiro (símbolo de Cristo), mas fala como um dragão” (blasfema contra Deus).

Você lembra o que Paulo VI disse? “A fumaça de satanás de infiltrou na igreja”. E agora chegou ao seu vértice.

João Paulo I foi assassinado com apenas trinta dias de pontificado, lembra? Tentaram matar João Paulo II logo no início de seu pontificado com um tiro à queima roupa, lembra? E Bento XVI, coitado, foi tão perseguido que acabou tendo que renunciar, como se fosse um incompetente. Escândalos e mais escândalos estouraram em seu pontificado. Até seus documentos pessoais foram roubados, para poder chantageá-lo.

E agora com Francisco não existem mais escândalos sexuais nem financeiros. A mídia, controlada pela maçonaria o está endeusando, fazendo dele um ídolo, um líder inovador, um mito. Reis, rainhas e governantes têm vindo beijar o seu anel, em reverência a “sua santidade”. Que mudança brusca, não é mesmo?

Mas o que deseja Francisco? É simples: a luta entre Deus e o diabo continua. Como o diabo sabe que nada pode contra Deus, passar um tempinho sentado na cadeira de Pedro já está bom, pois de lá ele pode “abrir a boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar o seu nome, o seu tabernáculo e os habitantes do céu” (Apoc. 13-6).

Outra missão de Francisco é facilitar o surgimento do anticristo, pois ele trabalha segundo as ordens deste, pois está sob sua vigilância, como vemos em Apocalipse 13-12. Foi primeiro preciso “ferir o pastor” (Zacarias 13,7), ou seja tirar Bento XVI, para que as ovelhas fossem dispersas (os fies). A partir de agora haverá uma grande confusão e divisão dentro da igreja católica e no mundo todo, e no meio desta confusão surge o anticristo apoiado por Francisco, que aliás já declarou que o microchip (marca da besta) é benéfico para a humanidade, não existindo na Bíblia nada que impeça o seu uso (será que Francisco já leu o Apocalipse alguma vez?)

Outra missão suja de Francisco: promover o aborto e o homossexualismo no mundo. Estes dois pecados são abominações e dão poder à satanás. É por isso que tem dinheiro à vontade para promover parada gay no mundo todo e para praticar o aborto. No Brasil o próprio governo paga o médico para a mulher que queira abortar. Recentemente Francisco afirmou que os católicos são “obcecados” com o aborto e o homossexualismo. Sublimarmente ele disse: “esqueçam aborto e homossexualismo”. Aliás, quando esteve no Brasil Francisco não fez nada para evitar o aborto, cuja lei já estava pronta, e que agora foi assinada por Dilma.

Francisco está usando mensagens sublimares, para blasfemar contra a igreja, para ser mais claro, para avacalhar mesmo com ela.

Quando perguntado pela repórter o que achava do lobby gay dentro do vaticano, Francisco respondeu: “ser gay não tem problema”. E deu uma grande pausa. E depois continuou: “o problema é o lobby gay”.

A mensagem sublimarmente passada: o homossexualismo está liberado. Resultado: explosão do homossexualismo no mundo, tendo sido Francisco eleito o “homem do ano”, pela maior revista gay dos estados unidos. Eu já vi, na missa, vários casais gays se acariciando como se fosse a coisa mais normal do mundo. E ninguém pode falar nada, pois Francisco liberou, mesmo que sublimarmente.

Mas o pior de tudo é que Francisco está atentando contra o sacrifício de Cristo na Cruz. A blasfêmia maior de todas é a de negar o culto devido só a Deus para dá-lo às criaturas e ao próprio satanás.

Cristo derramou seu sangue na cruz para nos salvar. Foi para pagar o pecado de Adão e nos reconduzir ao Pai que Cristo se sacrificou por nós.

Agora, Francisco está anulando o sacrifício de Cristo. Recentemente ele disse: “não é preciso converter ninguém. Ajude o pobre e vá embora”.

Esta afirmação pode parecer bonita e caridosa, porém, ela elimina o sacrifício de Cristo.

Ajudar o pobre, o menor abandonado, o doente, a viúva desamparada e todos aqueles que precisam, é uma conseqüência do amor à Deus. Se amo à Deus, também amo ao meu próximo, e consequentemente o ajudo naquilo que ele precisa. Enquanto esteve na terra, Cristo ajudou intensamente os necessitados. Ajudar ao próximo é uma excelente atitude, que vai ajudar no nosso julgamento diante do Pai, pois “seremos julgados pelas nossas obras” (Rom 2-6).

Mas veja bem, o que salva não é a caridade. Jesus quando enviou os doze apóstolos disse: “Ide ao mundo e pregai o evangelho à toda criatura da terra. Aquele que crer e for batizado, será salvo, mas quem não crer será condenado” (Marcos 16-16).

Cuidado, você pode passar a vida toda fazendo caridade e ir para o inferno.

E é isso que o papa Francisco quer, lhe levar para o inferno. Ele quer tirar Cristo do centro e colocar os pobres, mas pobre não salva ninguém, quem salva é Cristo.

Outra armação pesada de Francisco: “todas as religiões levam a Deus”. Parece bonito não é mesmo? Assim sendo, você pode ir na macumba, que lá você irá encontrar a Deus também.

Mas pense nisto: só Cristo morreu na cruz, logo, o caminho para o céu, é somente através dele. Você já viu algum Buda crucificado? Maomé foi pra cruz? E Alan Kardec, passou por lá? Veja o que disse o próprio Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida;ninguém vem ao Pai senão por mim (João 14,6).

Repetindo o que disse Jesus:” Ninguém vem ao pai senão por mim”.

Cuidado: quando Francisco anunciar a criação da igreja ecumênica mundial, unindo todas as religiões, não caia na lábia dele. O que ele quer é lhe afastar de Cristo e levá-lo à Satanás.

Aqui novamente Francisco está querendo lhe levar para o inferno. Siga um caminho diferente ao de Cristo e você vai ver onde vai parar.

Aliás, recentemente Francisco disse que o inferno não existe mais. O que ele quer, é que você não creia mais na existência do inferno, para lhe mandar para lá.

“Roma perderá a fé, e converter-se-á na sede do anticristo". Sabe quem disse isto? Parece coisa de fanático, não é mesmo? Mas esta afirmação é de Maria, mãe de Jesus e nossa, em La salette, França em 1846, aparição reconhecida pela igreja. Veja a mensagem completa (http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/366/Os-Segredos-de-La-Salette), você vai se surpreender.

Na verdade, a partir de La Salette, Maria antecipou o que iria acontecer no mundo. Em Fátima, Portugal, em 1917, Maria disse que o demônio se infiltraria até o vértice na igreja, além de ter previsto o fim da primeira guerra, a expansão do comunismo e o início da segunda guerra. Acredita-se que o fato do demônio ter chegado ao papado, faça parte do terceiro segredo de Fátima, que na verdade não foi divulgado.

Em Akita, Japão em 1973 Nossa Senhora disse: "O Diabo se infiltrará até mesmo na Igreja de tal um modo que haverá cardeais contra cardeais, e bispos contra bispos. Serão desprezados os padres que me veneram e terão opositores em todos os lugares. Haverá vandalismo nas Igrejas e altares. A Igreja estará cercada de asseclas do demônio que conduzirá muitos padres a lhe consagrar a alma e abandonar o serviço do Senhor".

Eu já vi dois padres, em uma emissora católica, em rede nacional, incentivar o casamento civil gay, e ainda citam as encíclicas do papa Francisco para justificar tal abominação. O que os padres não dizem, é que os afeminados vão para o inferno, pois “não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os difamadores, nem os assaltantes hão de possuir o Reino de Deus” (1Cor 6, 9-10), e também Apoc 21.8: Os tíbios, os infiéis, os depravados, os homicidas, os impuros, os maléficos, os idólatras e todos os mentirosos terão como quinhão o tanque ardente de fogo e enxofre, a segunda morte. Se você ler as mensagens marianas como La Salette, Akita, Fátima, Lourdes e outras, vai se surpreender com o que Maria tem dito. O problema é que Deus e sua mãe foram esquecidos por esta geração.

Assim sendo, o aviso foi dado. Muita coisa ainda vai acontecer daqui para frente. Fique atento pois Cristo realmente está voltando para instalar seu definitivo reino de amor. Não fique de fora.

Movimento de Resistência Católica Viva Bento XVI

Obs: Leia as postagens anteriores clicando em "Postagens Mais Antigas", no final do Blog ou "LEIA ARTIGOS ANTERIORES" e escolha o mês, abaixo.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A CADA DIA QUE PASSA...DO JEITO QUE O DIABO GOSTA



Existem situações que indicariam que o papa Francisco estaria se direcionando por influencia ou em concordancia com assessores seus para caminhos diferentes pelos quais sempre a Igreja trilhou, e aceitaria seus projetos ou imposições, evidentemente de comum acordo ou forçosamente, dando impressão que procederiam a um estrangulamento em ascensão dos cristãos e doutrina católica em favor do Islã.
Aliás, esse esquema acima foi o que a maçonaria planejou lá pelos anos 1822 em diante nas evidencias das cartas entre os conspiradores Vindice e Nubius. 
De quando em tempo, tática das esquerdas, em certas atitudes que pareceriam heterodoxas, daria um retrocesso pró ortodoxia, tipo acordeon, vai e volta; nem por isso está tendo de muitos a credibilidade merecida, pois pareceria não negar objetivamente a doutrina da Igreja, mas insistiria com certas práticas discordantes a ela.
Não chegamos ao cúmulo de até aqui no Brasil permitirem alguns da CNBB, D Odilo, D Sergio etc. a profanação, ultraje e infamia de colocarem a imagem de N Senhora Aparecida dentro da orgia que é o carnaval, o qual é o festejo luxurioso que os filhos de Satã anualmente preparam para seu mestre, e ainda tentarem se justificar por que "se trataria doutro método de "evangelizar"?
O que se tem certeza que num e noutro modelo o diabo está muito satisfeito por as dúvidas e ambiguidades eventualmente existentes favorecerem-no, mais pessoas serem lançadas na confusão e dúvidas e assim mais facilmente as subverter. 
ISAC
PAPA FRANCISCO CANCELA DEUS E JESUS DA UNIVERSIDADE DE ROMA:  É UMA "NOVA RELIGIÃO" AO SERVIÇO DA NOVA ORDEM MUNDIAL (ANTICRISTÃ) DE OBAMA

Pu
http://www.antoniosocci.com/wp-content/uploads/2016/11/Schermata-2016-11-20-alle-13.09.24.png

Em 2008, Bento XVI foi convidado pelo reitor da Universidade de Roma, para dar uma palestra e foi impedido. Em vez disso sexta-feira passada Bergoglio foi acolhido de braços abertos.
O "pensamento único dominante" que tinham sobre Bento XVI éra como fumaça nos olhos (especialmente pelo discurso de Regensburg), enquanto isso reconhecem em Bergoglio como seu símbolo.
Na verdade, nesse caso, Bergoglio não mencionou em seu discurso, que durou 45 minutos, em nenhuma vez a palavra "Deus", nem foi mencionado o nome de Jesus Cristo (que estava no discurso escrito que tinha sido preparado, mas ele não leu).
Bergoglio não lidou com questões espirituais ou culturais, nem fez referências à notícia tópica quente, como a lei absurda da França, encomendada pelos socialistas, que proíbe a defesa da vida do nascituro na sua rede (aos que falarem contra o aborto na Internet são ameaçados de multas pesadas e até mesmo prisão).
Estamos num ponto de viragem iliberal preocupante na Europa que vai golpear os cristãos, mas resguarda a liberdade de pensamento e de expressão para todos. E a democracia, um tema que em uma universidade seria perfeito. Mas Bergoglio ignorou.
O papa mostrou-se interessado no tema da liberdade de consciência, nem a tragédia do aborto que faz 50 milhões de vítimas por ano foi menciondo. Muito menos, falou da violência, mas falou dos cristãos perseguidos e massacrados.
Com efeito, na sexta-feira, em outra mensagem aos "movimentos populares" (que também inclui o Leoncavallo) Bergoglio disse que "não há nenhum terrorismo islâmico".
Então – como "não existe" – o papa pode ignorar suas vítimas cristãs.
OBSESSÃO?
Bergoglio sempre fala sobre um tema: imigração. Na Páscoa, no Natal, em Santa Marta e em discursos para o mundo. Até mesmo na Universidade a discussão girou sobre a migração.
Agora no bergoglismo Deus foi substituído por migrantes. O corpo de Cristo, morto e ressuscitado, a partir daquele do migrante.
Uma fixação? Uma obsessão? Não, uma nova ideologia - em vez da classe trabalhadora fordista de Karl Marx - tem como tema as "multidões" de migrantes (e os "movimentos populares"). Reminiscente da tese de Toni Negri no livro "Império".
Além da nova ideologia é também uma "nova religião", que acaba de substituir o catolicismo, dos quais Bergoglio removeu - de fato - os fundamentos, como os sacramentos e a doutrina.
Além disso, embora ele fale constantemente de emigração, não há desenvolvimento cultural em seu discurso, nem mesmo um estudo sociológico. São sempre conversas de bar, mistura de demagogia peronista e sentimentalismo. Bergoglio fala em slogans, frases (sempre a mesma), curiosidades sem qualquer fundamento.
O REALISMO CRISTÃO VERDADEIRO
Na verdade, basta navegar o oitavo relatório sobre a Doutrina Social da Igreja no mundo de 'Observatory Cardinal Van Thuan (publicado pela Cantagalli), que este ano é intitulado "O caos da migração, a migração para o caos", para ver o colapso de toda "ideologia bergogliana.
O estudo, que acaba de ser publicado, é muito preciso. Na apresentação do Arcebispo Giampaolo Crepaldi, são destacados os critérios reais pelo qual a doutrina social da igreja sempre considerou o fenômeno da migração.
Em resumo: há "o direito de emigrar, mas há também, e talvez antes, o direito de não migrar" e "o dever da comunidade internacional está a tentar resolver primeiro as causas e depois as consequências."
A emigração não só é traumática para os países europeus, mas também para os países de origem ", muitas Conferências Episcopais da África", lembra Crepaldi "insistentemente convidam seus filhos para não deixar, não devem ser desviados por propostas ilusórias, mas a permanecer para contribuir para o progresso do seu país. "
Crepaldi também salienta que "não há direito absoluto de imigrar, ou para entrar em qualquer caso em outro país. Os países de destino têm o direito de governar a imigração e estabelecer as regras. "
Porque eles têm "o dever de salvaguardar a sua identidade cultural e assegurar a integração efetiva e não um multiculturalismo de simples proximidade sem integração".
O "realismo cristão", explica Crepaldi, ensina "não se trancar na frente desses acontecimentos importantes", mas também "para não ceder à retórica superficial."
Porque os governos têm o dever de proteger sua nação e se "muitos migrantes estão certamente em necessidade, outros podem migrar com objetivos menos nobres" e deve ter em mente que "existem redes de exploração de pessoas e os projetos internacionais de desestabilização".
O "realismo cristão" - diz o bispo - não é um nódulo, porque "é claro que a imigração islâmica tem algumas características que o tornam particularmente problemática. Reconhecê-lo é o índice de realismo e senso comum e não de discriminação ".
Com isto "não se trata de culpar o Islã, mas tome nota, no 'Islã' existem itens que lhe impedem de aceitar alguns aspectos fundamentais de outras sociedades e especialmente aqueles de longa tradição cristã".
Portanto, falando de integração,"é prudente considerar os imigrantes todos igualmente, sem distinção, incluindo as culturas e religiões de origem".
AS VERDADEIRAS CAUSAS NÃO DITAS
Quanto as causas verdadeiras da maré migratória que explodiu de repente há alguns anos, Stefano Fontana e Ettore Gotti Tedeschi, no livro, pintam um quadro preocupante.
Fontana, observa que os refugiados que fogem da guerra e perseguição "são poucos" (principalmente da Síria primeiro país desestabilizado por Obama).
A grande parte é uma migração econômica, mas não devido à fome: ao contrário do que diz Bergoglio, "os dados mostram que os indivíduos ricos, muitas vezes estão ansiosos para melhorar ainda mais a sua situação."
Tomamos a países como o Senegal ou Gana, sem conflitos e com bom crescimento econômico: "razões econômicas não explicam as migrações como este" e "o custo da recepção de um imigrante é maior que o benefício que ele pode dar ao país que o acolhe". Conclusão: "isso não é fenômeno espontâneo".
Gotti Tedeschi, o economista que Bento XVI quis à frente da IOR, depois de considerar as várias razões (econômico e climático) invocado por alguns para justificar esta migração, conclui: "Eu acredito que quase nenhuma dessas explicações é verdadeiramente sustentável para explicar o fenômeno na sua totalidade. Uma série de considerações e reflexões em vez vamos imaginar deste fenômeno, mais que explicou por análise de avaliação técnica e econômica, era esperado e querem mudar a estrutura social e religiosa da nossa civilização, basicamente, para redimensionar o catolicismo, religião absolutista, fundamentalista e dogmática ", como é julgado pela cultura" politicamente correta "dominante hoje”. Que no mundo globalizado exige culturas homogêneas e, talvez, uma única religião universal, uma religião muito secular, tipo luteranismo, ou, melhor ainda, uma religião muito gnóstico, do tipo ambientalista ".
Na verdade, a Nova Ordem Mundial, que teve seu centro ideológico imperial no Obama / Clinton e nas Nações Unidas, impôs nos últimos anos, juntamente com a desregulamentação econômica, a desregulamentação ético e antropológico (abortismo, Gênero etc) para varrer via identidade e religiões e reduzir tudo ao consumidor individual; imposta por uma "religião ambiental fanática", o desembaraço aduaneiro do Islã (com obamiana proibição de falar de "terrorismo islâmico" sempre respeitado pelo papa Bergoglio), e em uma leitura positiva do fenômeno das marés migratórias, de como a incentivar em todos os sentidos.
Em retrospectiva, são exatamente estes pilares ideológicos de todo o pontificado do papa Bergoglio, que começou na era Obama.
Antonio Socci
Fonte: http://www.antoniosocci.com/bergoglio-alluniversita-roma-cancella-dio-gesu-nuova-religione-al-servizio-del-ordine-mondiale-anticristiano-obama/

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Agora já são 12 cardeais, 4 arcebispos e 10 bispos favoráveis à "dubia" sobre "laetitia Amoris" e contrários ao Papa Francisco

https://3.bp.blogspot.com/-INbFLngn0xg/WKn3Vt5GP_I/AAAAAAAAg6A/yWo1O3mRwJUVSMArP3KSg4RthHoo6RXXwCLcB/s1600/CATHOLICVS-Francis-Card-Arinze-Camilo-Card-Ruini.jpg

É evidente que o processo de divisão na igreja vai crescer à medida que passam os dias, semanas e meses sem a decisão do papa Francisco sobre o "dubia", submetida pelos quatro cardeais relativo a "Amoris laetitia".
Em consonância com os Bispos da região de Buenos Aires, Malta, Alemanha e alguns das Filipinas e Espanha, o Cardeal Francesco Coccopalmerio, Presidente do Pontifício Conselho para textos legislativos, apresentou recentemente um livro sobre o capítulo 8 da "laetitia Amoris", em que diz que os adúlteros podem receber a comunhão mesmo que eles não pretendem viver como "irmão e irmã" às vezes abster-se de relações sexuais pode ser "impossível", portanto, se a continência "causas lhes dificuldades", deve continuar a realizar o ato sexual para preservar a relação (ver aqui).
Vale ressaltar que tal absurdo, contrários ao Evangelho, assim como as opiniões dos outros cardeais e bispos heterodoxos, recebem o apoio da Santa Sé através do L'Osservatore Romano, da Libreria Editrice Vaticana ou do jornal jesuíta La Civilta Cattolica - recebem a aprovação do Vaticano antes mesmo de terem sido publicado.
Em resposta a isso, são já 12 cardeais, 04 Arcebispos e 10 bispos favoráveis a "dubia" sobre "laetitia Amoris", publicamente defendem a doutrina e Magistério da igreja e são contrários a dar absolvição no Sacramento da penitência - por falta de arrependimento e propósito de emenda - e a comunhão para adúlteros - instruções podem ser encontradas neste blog ou em outros sites da Internet. Os últimos a juntar-se foram o Cardeal Ruini (ver aqui) e Arinze (ver aqui).
Então, esta seria a lista (pendente de outras declarações ou se algum leitor sabe de outros prelados para adicionar a mesma):
1. S. E. R. Walter Card. Brandmüller, Presidente emérito del Comité Pontificio de Ciencias Históricas.
2. S. E. R. Raymond Leo Card. Burke, ex Prefecto del Supremo Tribunal de la Signatura Apostólica y Patrón de la ex Soberana Orden de Malta.
3. S. E. R. Carlo Card. Caffarra, Arzobispo emérito de Bolonia (Italia)
4. S. E. R. Joachim Card. Meisner, Arzobispo emérito de Colonia (Alemania).
5. S. E. R. Robert Card. Sarah, Prefecto de la Congregación para el Culto Divino y la Disciplina de los Sacramentos.
6. S. E. R. Paul Josef Card. Cordes, Presidente emérito del Pontificio Consejo "Cor Unum".
7. S. E. R. George Card. Pell, Prefecto de la Secretaría de Economía de la Santa Sede.
8. S. E. R. Wilfrid Fox Card. Napier, Arzobispo de Durban (Sudáfrica).
9. S. E. R. Gerhard Ludwig Card. Müller, Prefecto de la Congregación para la Doctrina de la Fe.
10. S. E. R. Renato Raffaele Card. Martino, Cardenal Protodiácono, Presidente emérito del Pontificio Consejo para la Justicia y la Paz, Presidente emérito del Pontificio Consejo para la Pastoral de los Emigrantes e Itinerantes y ex Observador Permanente de la Santa Sede en las Naciones Unidas.
11. S. E. R. Camilo Card. Ruini, Vicario General emérito de Su Santidad para la diócesis de Roma, Arcipreste emérito de la Basílica Papal de Letrán, Gran Canciller emérito de la Pontificia Universidad Lateranense y Presidente emérito de "Peregrinatio ad Petri Sedem".
12. S. E. R. Francis Card. Arinze Prefecto emérito de la Congregación para el Culto Divino y la Disciplina de los Sacramentos.
13. S. E. R. Mons. Héctor Aguer, Arzobispo de La Plata (Argentina).
14. S. E. R. Mons. Tomash Peta, Arzobispo Metropolitano de la Archidiócesis de Santa María en Astaná (Kazajistán).
15. S. E. R. Mons. Jan Pawel Lenga, Arzobispo emérito de Karagandasu (Kazajistán).
16. S. E. R. Mons. William E. Lori, Arzobispo de Baltimore, Maryland (EE.UU.).
17. S. E. Mons. Fernando Arêas Rifan, Obispo de la Administración Apostólica Personal de San Juan María Vianney (Brasil).
18. S. E. Mons. Steven Lopes, bispo del Ordinariato Personal de la Cátedra de San Pedro (EE.UU.).
19. S. E. Mons. Jan Wątroba, bispo de Rzeszów y Presidente del Consejo para la Familia de la Conferencia Episcopal Polaca (Polonia).
20. S. E. Mons. Ratko Peric, bispo de Mostar-Duvno (Bosnia y Herzegovina).
21. S. E. Mons. Vitus Huonder, bispo de Coira -Chur- (Suiza).
22. S. E. Mons. Antonio C. Rossi, bispo de Frederico Westphalen (Brasil).
23. S. E. Mons. David Kagan, bispo de Bismarck, Dakota del Norte (EE.UU.).
24. S. E. Mons. Jósef Wróbel, bispo titular de Suas y auxiliar de Lublin (Polonia).
25. S. E. Mons. Athanasius Schneider, bispo titular de Celerina y auxiliar de María Santísima en Astaná (Kazajistán).
26. S. E. Mons. Andreas Laun, bispo auxiliar de Salzburgo, miembro de los Oblatos de San Francisco de Sales y Profesor de Teología Moral en la Facultad de Filosofía y Teología de Heiligenkreuz (Austria).

Fonte: http://catholicvs.blogspot.com.br/2017/02/ya-son-12-cardenales-4-arzobispos-y-10.html

Papa  Francisco Despacha Cardeal Adversário Para o Outro Lado do Mundo 

Burke despachado para o outro lado do mundo – Artigo do New York Times.

O Cardeal Burke foi enviado à Ilha de Guam para investigar um suposto caso de abuso sexual. Aos “normalistas”, trata-se de uma missão como qualquer outra atribuída a um cardeal. Aos bem informados em Roma, embora designado para o caso em outubro passado, a viagem sem prazo de volta, ocorrida neste exato momento, é uma manobra claríssima para retirar Burke da Cidade Eterna enquanto se “reorganiza” a Ordem de Malta, onde sua cabeça como capelão está em jogo.
CIDADE DO VATICANO – O Vaticano enviou o conservador cardeal Raymond Burke à ilha de de Guam no Pacífico para investigar um importante caso de abuso sexual, despachando assim o notável jurista que colidiu repetidamente com o papa Francisco, para uma delicada missão do outro lado do mundo.
De acordo com o Google a distância entre Roma e Guam é de 12.155km.
De acordo com o Google a distância entre Roma e Guam é de 12.155km.
A Congregação para a Doutrina da Fé no Vaticano, em outubro passado, nomeou Burke como juiz para presidir o julgamento do arcebispo de Guam, Anthony Apuron, que enfrenta múltiplas denúncias de abuso sexual de coroinhas durante a década de 1970. Foi o que informou a assessoria de imprensa do Vaticano nesta quarta-feira. Apuron negou todas as acusações e não foi criminalmente processado.
Burke, o americano sediado em Roma, deverá entrevistar um ex-coroinha em Guam, na quinta-feira, que diz ter sido abusado sexualmente por Apuron, segundo informação do Pacific Daily News. Essas missões especiais não são incomuns para os cardeais e as entrevistas com as testemunhas são uma parte fundamental de qualquer julgamento canônico.
Os sobreviventes de abuso clerical, no entanto, há muito tempo criticaram o histórico de Burke como arcebispo nos EUA, pelo tratamento dado por ele aos casos de padres abusivos. Burke disse que cada ato de abuso do clero é um “mal grave”. Mas ele também culpou o clero gay pela crise de abuso sexual na Igreja, dizendo que os padres “que eram feminizados e confusos sobre sua própria identidade sexual” foram os que molestaram crianças.
Burke, um advogado canônico de ponta, liderou a Suprema Corte do Vaticano até 2014, quando Francisco o removeu e o nomeou como patrono da Ordem dos Cavaleiros de Malta. Francisco o afastou recentemente daquela posição depois que Burke se viu envolvido na expulsão problemática de um cavaleiro sênior.
A defesa da Doutrina da Igreja por parte de Burke transformou-o em um herói para Católicos conservadores e tradicionalistas descontentes com a prioridade que Francisco dá `a misericórdia em prejuízo da moral. Ele é um dos quatro cardeais que pediu a Francisco para esclarecer sua abertura controversa para católicos divorciados e casados novamente no civil receberem a Comunhão.
+++++++++++
OBS > Será mesmo que Burke foi nocauteado? Será que tem internet lá no distante Guam? Whatzap? Facebook? Se tem então a comunicação, as distâncias se encurtam. Mas e os outros três que reagiram com ele, que farão? Para onde serão mandados? Haverá lugares distantes para tentar nocautear todos os que desafiam Francis? Perguntas e mais perguntas. E a resposta aos dúbias virá? De qualquer forma, mesmo um pífio demente sabe que, neste caso, temos aqui uma flagrante prova de perseguição, da parte do "misericordioso" padre Jorge. Ele não perdoa!
 
Segundo um blog que se diz bem informado parece que vem a resposta aos dúbia. Em termos de como isso acontecerá, diz-se que será lançado o novo livro do Cardeal Coccopalmerio sobre Amoris Laetitia, escrito a pedido do Papa Francisco. Aqui está um trecho:
 
"Os casais divorciados e casados ​​de novo, os que vivem juntos, certamente não são modelos de sindicatos em sintonia com a Doutrina Católica, mas a Igreja não pode olhar para o outro lado, portanto os sacramentos da Reconciliação e da Comunhão devem ser dados Chamados famílias feridas e para quantos, apesar de viverem em situações que não estão de acordo com os cânones matrimoniais tradicionais, expressam o sincero desejo de abordar os sacramentos após um adequado período de discernimento ... Sim, portanto, a admissão aos sacramentos para aqueles Que, apesar de viverem em situações irregulares, pedem sinceramente a sua admissão na plenitude da vida eclesial, é um gesto de abertura e de profunda misericórdia da parte da Madre Igreja, que não deixa para trás nenhum dos seus filhos, consciente de que a perfeição absoluta é Um dom precioso, mas que não pode ser alcançado por todos ".
 
Ora o que diz o item 301 da malsinada "amoris laetitia"? 301 – A Igreja possui uma sólida reflexão sobre os condicionamentos e as circunstâncias atenuantes. Por isso, já não é possível dizer que todos os que estão numa situação chamada «irregular» vivem em estado de pecado mortal, privados da graça santificante. Mas a qual "igreja" ele se refere? A IGREJA de Bento XVI e de JESUS, faz reflexão bem diferente, e não admite exceção nenhuma. Quem vive com a mulher - ou homem - que não lhe pertence comete adultério. Quem olha para uma mulher - ou homem - com desejos de transar com ele, comete adultério. Sem desculpas! Cláusula pétrea! Dogma! Isso não se discute, nem se muda, nem se altera, nem se atenua: é para sempre!
 
Todo o capítulo 8 deste malsinado documento é completamente povoado de artifícios literários, de um jogo sujo de palavras que condenam a aqueles que discordam de que adúlteros possam comungar sem estarem aptos antes a fazer uma boa confissão e a mudarem de vida, de modos que a, mais um vez, escamoteada e cínica resposta acima, que consta do livro do cardeal Coccopalmério, vem apenas confirmar aquilo que Bergóglio e seu herético mestre, o cardeal Walter Kaster já avisaram: sim, é para dar a comunhão a todos, os "casais feridos", e daí para todos os pecadores, porque a Eucaristia - para eles (e também para o diabo) - é "víático para os "fragilizados" e "pecadores".
 
Vou dar um exemplo simples sobre o "viático" deles. Tem lá no sítio onde estou passando algumas horas, uma quantidade espantosa de ervas daninhas - devido ao estado de abandono, por mais de 30 anos (e a Igreja desde o Vaticano II está abandonada) - especialmente a chamada erva "mata pasto", que parece, nestes anos, colocou na terra mais sementes do que grãos de areia. Então eu percebi, depois de tres capinas, que é impossível de vencer com a enchada.
 
Pergunta agora para o mata pasto se o herbicida que me obriguei a usar é também "viático" para ele. Ora São Paulo bem explicou: quem come e bebe do Corpo e do Sangue de Jesus em pecado mortal - adultério por exemplo - come e bebe a própria condenação. Mudarm a Bíblia? Rasgaram a Carta aos Coríntios? Lutero ensina assim? Também satã faz o mesmo.
 
Ó sim, grandes ou pequenas, diminutas ou já dando sementes, nenhuma erva escapa do herbicida. Com muita ou pequena culpa, se o casal que vive maritalmente sem o Sacramento do Matrimônio pratica o sexo, está em pecado grave, ainda que seja um casal de "santinhos" na comunidade. Dá para eles a Eucaristia neste estado, sem confissão antes e sem mudança de vida, e o "herbicida" do sacrilégio carrega os dois para o abismo. De fato, se não carrega os dois por invencível ignorância, carrega aos padres, bispos, cardeais e papas que os induzem a esta afronta a Deus, ou os que aceitam isso, mesmo sabendo que é pecado grave. Leigos idem!
 
Vale a pena continuar atento aos próximos lances. Tempos atrás avisamos que as coisas iram se acelerar, porque com a Praça do Vaticano cada vez mais vazia, e com cada vez mais clérigos - finalmente - acordando, se encurta no mesmo ritimo o tempo de satanás... e dos seu seguidores, os que se atrevem a mexer na Eucaristia. Isso porque satanás sabe que pouco tempo lhe resta.
 
Mas alerto: Quando os raios fenderem o abismo, eles irão procurar primeiramente a todos aqueles - leigos o clérigos - que a aceitam esta abominação que está entrando no templo santo. Aconselho, vivamente, a não arriscar! (Aarão)

A Guerra Civil no Vaticano. Papa Francisco e os Seus vs Doutrina Secular da Igreja

 

Hoje li dois artigos que dão conta de uma guerra civil no Vaticano em disputa que envolve a doutrina secular da Igreja, em especial, em relação ao principal sacramento da Igreja: a Eucaristia.

O Papa Francisco, seguramente, está entre aqueles que querem mudar a doutrina secular (e que foi determinada pelo próprio Cristo) em matéria do sacramento da Eucaristia. Basicamente os cardeais que estão junto com ele e o defendem apoiam essa mudança, que permite a Eucaristia para quem está "obstinadamente em pecado grave", em segundo casamento.O primeiro artigo saiu no The Catholic Herald e o segundo no site The Catholic Culture.

Vale à pena ler os dois, mas o do jornal inglês The Catholic Herald é mais lido e mais completo.Aqui vai o texto que saiu nesse jornal da Inglaterra. (tradução pelo Google)
A Igreja está agora em plena guerra civil sobre a doutrina

Por Dan Hitchens
Publicado quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017
Há poucas semanas, o jornal jesuíta La Civiltà Cattolica publicou um surpreendente artigo sobre as mulheres sacerdotes. Seus argumentos eram familiares: o autor, editor-adjunto Pe Giancarlo Pani, pediu aos leitores que considerassem se um sacerdócio de todos os homens talvez estivesse desatualizado. "Há uma certa inquietação entre os que não entendem como a exclusão da mulher do ministério da Igreja pode coexistir com a afirmação e apreciação de sua igual dignidade".
O que é surpreendente é que isso apareceu em um diário editado por um dos mais próximos conselheiros do Papa, Pe Antonio Spadaro; Um diário muito próximo da Santa Sé - cada página é examinada pelo Vaticano - que o Papa elogiou recentemente. Ela sugere que a Igreja, mesmo nos seus mais altos níveis, está agora entrando numa guerra civil por toda a doutrina. Outro exemplo foi dado ontem, quando a Rádio Vaticana promoveu um novo livro do cardeal Francesco Coccopalmerio, presidente do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos.
O Cardeal Coccopalmerio diz que os divorciados e recasados ​​podem receber a Comunhão se tiverem algum desejo de mudar sua situação - mesmo se eles não estão se esforçando para viver "como irmão e irmã". Em alguns casos, diz o cardeal, evitar sexo pode ser "uma impossibilidade". Ele dá o exemplo de um homem que é abandonado por sua esposa. O homem começa a viver com outra mulher. Ela ajuda a criar seus filhos. Se a relação quebrar, o homem poderia ser mergulhado em "profundo desespero" e os filhos seriam deixados sem uma figura materna. O cardeal escreve: "Deixar a união significaria, portanto, não cumprir um dever moral para com as pessoas inocentes." Se evitar o sexo "causaria dificuldade", então eles devem continuar tendo relações sexuais para manter o relacionamento indo.
As implicações do argumento do cardeal Coccopalmerio parecem contraditórias com a doutrina da Igreja. Para assumir o ponto mais óbvio em primeiro lugar, a visão do cardeal de que uma relação sexual adúltera é compatível com a comunhão recebida é simplesmente um confronto direto com o ensino católico. Que os dois são incompatíveis foi ensinado pelo Papa São João Paulo II em 1981, Bento XVI em 2007 e pela Congregação para a Doutrina da Fé em 1994, sem mencionar os Papas São Inocêncio I, São Zacarias, São Nicolau I ... Um Poderia continuar.
Mas este não é o único problema com o livro do cardeal Coccopalmerio. Suponha que evitar sexo pode ser uma "impossibilidade". É muito difícil compará-lo com a declaração do Concílio de Trento: "Se alguém diz que os mandamentos de Deus são, mesmo para aquele que é justificado e constituído em graça, impossível de observar, seja anátema". Isso significa que Deus , Nosso Pai amoroso, nunca deixará de nos ajudar. Mas o cardeal Coccopalmerio pensa que evitar o pecado pode, por vezes, estar além de nós.
Novamente, as conclusões do cardeal sobre a continência "causando dificuldade" parecem duvidosas. São Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, condenou a idéia de que se poderia "fazer o mal para que o bem possa vir dele". A Igreja interpretou isso muito estritamente. São Tomás de Aquino, seguindo este ensinamento perene, disse que não se deveria ter sexo adúltero, mesmo que pudesse salvar um país inteiro do desastre. Mas o cardeal Coccopalmerio acha que se pode ter sexo adúltero se "causaria dificuldade" não.
Quanto à questão da própria Comunhão: claramente, alguém em uma relação adúltera contínua está em alto risco de ser um estado de pecado mortal. Só Deus sabe, mas se alguém está cometendo um pecado grave, enquanto "discernindo" o seu caminho em relação ao ensino católico, então esta é uma possibilidade bastante substancial. E tomar a Comunhão em um estado de pecado mortal é, de acordo com São João Vianney, padroeiro dos padres da paróquia, o pior pecado de todos - pior do que crucificar Cristo. Muitos dos divorciados e casados ​​novamente se afastam da comunhão precisamente para evitar cometer um pecado mortal. A abordagem do Cardeal Coccopalmerio sugere que esse risco é, em alguns casos, muito insignificante para ser um obstáculo.
Agora, é claro, o cardeal não diz nada disso. Ele não diz: "Eu acho que João Paulo II, Bento XVI, ea tradição da Igreja estão erradas. Suspeito que a lei moral às vezes pode ser impossível de manter. Não tenho nenhum problema, em princípio, em fazer o mal para que o bem possa vir dele. E eu não acho que receber a Comunhão em um estado de pecado mortal é um pecado tão terrível que precisamos tomar grandes precauções contra ele. "Mas o simples fato de não dizer essas coisas dificilmente é um consolo.
A interpretação menos generosa seria que o erro religioso sempre tenta evitar a clareza. O Beato John Henry Newman observou que os Arianos usavam "linguagem vaga e ambígua, que ... pareceria ter um sentido católico, mas que, quando trabalhada a longo prazo, provaria ser heterodoxa". A visão mais generosa é que o cardeal não pensou completamente em suas palavras, e as retrairia se percebesse o que elas implicavam.
O cardeal Coccopalmerio é uma figura sênior do Vaticano: seu livro apareceu com evidente apoio no Vaticano e sem contradição oficial. E sua opinião é próxima à de muitos outros prelados (como os bispos de Malta e a maioria daqueles na Alemanha). Assim, o debate sobre a Comunhão não pode mais ser visto - se alguma vez poderia - como uma disputa marginal entre "liberais" e "conservadores". Nem pode ser enquadrado como uma questão de se você prefere um pouco mais de misericórdia ou um pouco mais de justiça. É agora, muito claramente, um debate sobre se o ensino da Igreja ainda é válido. E isso significa que o debate será executado e executado.
+++++++++
OBS > Um curto comentário sobre uma frase> fazer o mal para que o bem possa vir dele! Ora, não pode haver uma justificativa mais desgraçada! Sempre fazer o mal é pecado, ainda mais conscientemente. O mal vem antes. Deus pode retirar um bem de um mal que o demônio provoca, mas isso é de uma luta entre os dois. Nós não temos o mesmo direito. Dar a comunhão a um adúltero é um mal, para ambos, e para quem não os alerta, e disso não pode jamais sair um bem, porque resulta na morte eterna... dos três!
Igreja em guerra civil? Desde os meus seis anos de idade – e lá se vão décadas – eu escolhi o meu lado. E você? Vai de Bento ou de Bergoglio? Tradição ou modernismo? Jesus ou protestantismo? Faça a sua escolha, mas lembre que o muro pertence ao diabo. (Aarão)

sábado, 18 de fevereiro de 2017

A mudança no formato da Missa será em breve apresentada na Minha Igreja

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/6f/6b/47/6f6b4721ba1ff0e29d9625886b1756ac.jpg
Resultado de imagem para gifs barrinhas
Minha querida e amada filha, tu deves ignorar o ódio que extravasa da boca daqueles que afirmam ser o santo povo e leais seguidores da Minha Amada Mãe. Nota que o ódio mostrado contra ti será pior do que contra qualquer outro profeta vindo antes de ti. Digo-te isto não para te assustar, mas apenas para que conheças o fato e ignores a maldade. Sempre que a Presença de Deus é dada a conhecer entre os homens, produzirá sempre uma reação viciosa da besta, que irá trabalhar através de outras pessoas para negar a Palavra de Deus.
Minha filha, a mudança no formato da Missa será em breve apresentada na Minha Igreja. Será muito confuso e muitos não conseguirão ver as mentiras que serão apresentadas nas novas orações. A Minha Presença será negada da forma mais sutil, mas aqueles que seguem o novo formato, no qual a Minha Verdadeira Presença será negada, não serão capazes de realizar o sacrifício a Deus da maneira como deve ser. Minha filha, dessa revelação única resultará o vosso menosprezo, mas deveis saber que isso foi predito. Os Meus seguidores serão informados de que a Sagrada Comunhão respeita a todas as pessoas - em todos os lugares – unidas como uma apenas para mostrar o amor de uns pelos outros. Lenta, mas seguramente, a Santa Missa não será mais sobre o Meu Santo Sacrifício. Em vez disso, a cerimônia será feita para prestar homenagem ao homem, e vós sereis levados a testemunhar uma confrontação diante dos Meus Altares Sagrados e em todos os tabernáculos do mundo.
O dia em que os sacrifícios diários cessarão não está longe. Sabei que Eu venho avisar-vos disso agora para que não morreis de fome. Quando vós fordes privados da Minha presença ficareis vazios do Meu Espírito e achareis difícil permanecer perto de Mim.
As palavras que serão usadas para vos enganar incluirão a frase "para o bem de todos - para a unificação de todos os filhos de Deus". A Missa terá um novo significado. Será esquecida a Minha Morte na Cruz e todas as razões para isso serão redefinidas. Lembrai-vos, nesse dia, das Minhas atuais Palavras para vós. Aceitai a substituição e a Minha Presença desaparecerá. Eu estarei convosco, mas não será o Meu Corpo que vós compartilhareis.
Aqueles que não acreditam no plano perverso que foi criado para eliminar todos os vestígios de Mim, respondei agora a isto. Quando Eu Estiver ausente vós procurar-Me-eis? Quando a Minha Santa Eucaristia for maculada vós desculpareis os responsáveis? Ou vós ireis seguir-Me e ouvireis a Verdade quando estiverdes cercados por mentiras.
A escolha será vossa.
O vosso Jesus
Fonte:http://www.elgranaviso-mensajes.com/news/a29-jun-2013-a-mudan%c3%a7a-no-formato-da-missa-sera-em-breve-apresentada-na-minha-igreja/

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

MAIS UMA BLASFÊMIA DO PAPA FRANCISCO: Xingar Deus é uma forma de oração...


02/02/2017
https://1.bp.blogspot.com/-lRPrBy8_1ts/WJOni7asxJI/AAAAAAAB5o4/167cJELqWzortelFcXLvagG1ZJYNMRbWgCLcB/s400/bergoglio%2Bluterano.jpg


Segundo noticia o site Dailybest.it, para Francisco, ficar bravo com Deus também é rezar. Em um sermão em Santa Marta, Bergie disparou que Deus gosta quando Lhe dizemos na cara francamente o que pensamos. Salvo engano, o 2º Mandamento parece que continua proibindo falar o nome de Deus em vão... mas Francisco, que é todo modernoso, "corrigiu" a coisa para ir ao encontro de todos aqueles que tem dificuldade - de luterana memória - de segurar uma imprecação contra o Altíssimo quando as coisas não vão bem.
Ainda que Francisco tenha dito "brigar com Deus" e não "apostrofá-lo com blasfêmias", também é verdade que em 2017, como bem lembra o site italiano, já não se briga como "lordes ingleses", e algum palavrão pesado escapa até mesmo entre irmãos, ou pais e filhos.
E Francisco foi bem claro: "Ele gosta, quando você fica bravo e Lhe diz na cara o que sente, porque é Pai!" (Sic). Me pergunto qual teria sido a relação de Bergie com o pai dele para achar normal que se xingue o pai e que ele não ache ruim "porque é pai".
Parece quase uma exortação que ganha mesmo dos blasfemadores mais "conceituados", pondera o italiano. Francisco explicou que o Pai Celestial tem muita paciência e por isso não vai ficar muito bravo se, eventualmente, nos escapa uma imprecação que se costuma usar entre amigos. Me perguntou que tipo de amigos ele tem!... Seriam os que angariou quando trabalhava de segurança naquela boate argentina? Ou será que ele leu o estudo da Keele University segundo o qual há uma ligação direta entre o ato de xingar e a redução da dor. 

Brincadeiras à parte, esse senhor já abusou do fato de ser um herege confesso! Reparações, caro leitor, urge fazer reparações, para que a Ira divina não nos esmague quando a "paciência de Pai" de nosso Criador se esgotar. Reparações, orações, jejuns, mortificações...
Fonte: https://www.dailybest.it/religione/bestemmia-papa-francesco-preghiera/  -  Via:http://farfalline.blogspot.com.br/2017/02/bergoglio-xingar-deus-e-uma-forma-de.html 

PAPA FRANCISCO VAI ACABAR COM A MISSA


Hoje Bergoglio recebeu uma delegação "ecumênica" da Igreja Evangélica da Alemanha ... Além dos discursos melosos habituais com a "beatificação" de Lutero e sua reforma .. blá, blá, blá.
Mas há mais.. Enquanto isso, a notícia já circula: que o Bispo de Roma tem dado instruções para uma mudança da "Eucaristia". Ele deu alguns conselhos, que passarão pelo seu exame para mudar - em poucas palavras - o Rito da Santa Missa.
* * *
Minha fonte confidencial de Santa Marta, referindo-se ao que tinha ouvido – entre um almoço e outro – me disse que, de fato, a mudança da Missa, procurado por Bergoglio, TEM um propósito ecumênico. Ou seja, "criar" uma missa que não esteja em oposição aos protestante e, em seguida, uma liturgia em que possamos celebrar "em comunhão".
E esta é a verdade. E esta é a sua intenção. Uma liturgia perene e que seja sem empecilhos, ecumênica. Obviamente minha previsão é que Bergoglio, para realizar esta ação, mudará o texto da Consagração.
O que faria com que a missa não seja válida. E a minha previsão é que, mesmo aqueles que se recusem a celebrar com este "novo rito" serão considerados fora da Igreja.
Eles estão chegando nesses dias. E por uma razão. O Bispo de Roma quer tornar-se "o Presidente" das várias denominações (cristãs); E para fazer isso, Jesus Cristo será vendido a um preço muito mais baixo do que o de Judas.
Quanto a mim, que sou um Padre, me recuso a celebrar este tipo de liturgia. E eu te digo que seremos cristãos das "catacumbas".
A intenção de Bergoglio, logo que chegar a isso, é mudar para "unir".
Mesmo agora, no discurso desses luteranos, ele já indicou que a divisão litúrgica entre católicos e protestantes, fere especialmente os "casais" de casamentos mistos ...
Então, aparentemente, quer também acelerar as coisas. Minha fonte em Santa Marta me disse que está quase pronto. É apenas uma questão de tempo.
Sugiro a todos os leitores para rezarem à Virgem Santíssima muitos Rosários. Não para afastar estes dias. Porque já estamos neles. Mas, para nos ajudar a manter a fé. E ser perseverantes no tempo da perseguição. Que virá em breve.   Fra Cristoforo
(Gentileza da tradução, Leandro.
++++++++++
OBS > Assim previu o vidente Argentino, Benjamim Parravicini > Missa será protestante sem ser e os protestantes serão católicos sem serem... Igreja falseará seus passos e seus próprios dirigentes a falsearão... A mesma coisa foi predita por nossa Senhora ao Movimento Sacerdotal Mariano "acolhendo a doutrina protestante se dirá que a Missa não é sacrifício, e sim uma ceia".
Mas acima de tudo está a profecia de Daniel, que desde 2.500 anos grita aos nossos ouvidos: "será retirado o Sacirfício Costumado, e posta em seu lugar a abominação do desolador". Pena que nosso clero não acredita em profetas - nem nos bíblicos - nem em profecias atuais, "coisa de lunáticos" para muitos deles. Então não percebem que aquilo que hoje acontece no Vaticano é exatamente o que os profetas previram. Uma "missa" sem consagração, não é MISSA, é abominação. A Santa Missa é assinada com o Sangue de Cristo, a ceia protestante é assinada com a baba de satanás.
Por isso, não fiquemos apenas na parte profética que anuncia o evento, mas atentemos para os castigos que toda a humanidade sofrerá devido a este tremendo desafio que certos homens lançam contra Deus. Não basta para eles já estarem dando a comunhão a adúlteros e a todos os pecadores é preciso aprofundar mais o golpe da lança que mais uma vez fere o peito Sagrado de Jesus, amaldiçoando o Sacríficio da Cruz. O mesmo ferro que será voltado para esta humanidade atual, decadente e desafiadora, cega em sua maioria, que simplesmente não mede a imensidão dos seus desatinos.
A isso tudo dão o nome de "reforma"! A isso tudo demos o nome de "demolição". Vem aí, conforme anunciado, a nova Bíblia. Tem capa escura e trás o seguinte título: BÍBLIA SAGRADA... COM AS REFLEXÕES DE LUTERO! Lançada na Catedral de Sant Eberhardt, em Stutgart, Alemanha, tem o objetivo ecuménico de agradar os protestantes. O Frei que acima escreve, deve estar bem informado. Compre uma e divirta-se com as patifarias de Lutero. Ó Céus, isso nunca ficará sem resposta da parte do Altíssimo!
Alias, bata palmas na Santa Missa, dê abraços da paz e até mais de uma vez, saúde seu vizinho, erga as mãos quando reza o Pai Nosso, isso entre outras coisas, e você já estará agradando aos protestantes. Isso vem deles! Antes disso, porém, seria bom se perguntar se Jesus também Se agrada destes gestos. Quem bate palmas durante a Missa, aprova a crucificação. Pergunte se Maria Santíssima fez isso aos pés da Cruz? Na Missa se dá o mesmo!
Mas a resposta será dada em breve, pelos vulcões, os astros caindo do céu, a guerra tomando conta do planeta, acumulando cadáveres nas praças "até a altura do freio dos cavalos", e vendo o fogo e a água limparem este planeta de todos os desafiadores. Quer creiam ou não, está na Bíblia. Talvez não na revisada pelo heresiarca Lutero. Lá deve ter apenas "misericórdia", a deusa pagã do Vaticano atual.
Sofrerão junto os bons? Acaso fazem eles alguma coisa contra isso tudo? Então também merecem! Pois a Nova Terra que segue a este cataclismo, não estará preparada para acolher os mornos. Antes Deus os cuspirá de Sua Boca! No mais, quem não quizer rezar agora, como o Céu suplica em todas as aparições, gritará depois. Mas então só ele mesmo escutará os próprios gritos. (Aarão)

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

CRESCE O DESCONTENTAMENTO COM O PAPA FRANCISCO

Cartazes anônimos em Roma mostram que há setores da Igreja insatisfeitos com o papa argentino mas vaticanistas recordam que antecessores também foram alvo de críticas.

http://www.brasil247.com/images/cache/1000x357/crop_0_77_1010_438/images%7Ccms-image-000532958.jpg

Ignorar pedidos de esclarecimento de cardeais. Decapitar ordens religiosas. Afastar sacerdotes. Controlar congregações. A enumeração de casos referem-se a decisões do Papa Francisco que encontraram resistência, foram contestadas ou criticadas por alguns setores da Igreja, sendo expressão pública dessa contestação os cartazes surgidos há uma semana no centro de Roma, que terminavam com uma interpelação direta a Jorge Maria Bergoglio:
"Mas onde está a tua misericórdia?".
Em causa está, principalmente, o silêncio do Papa a um pedido de esclarecimento feito, em setembro de 2016, por quatro cardeais sobre alguns aspectos da exortação apostólica encíclica A Alegria do Amor; a reforma profunda da Ordem de Malta e afastamento do grão-mestre; a intervenção, através da nomeação de um comissário apostólico, nos Franciscanos da Imaculada, considerados tradicionalistas.
Anônimos, os cartazes foram escritos no dialeto local chamado romanaccio, em que Francisco surge com ar hirsuto, e retomaram uma tradição de Roma, quando o papa era também o responsável pelo governo temporal da cidade, antes da unificação de Itália em 1870. Era então comum serem colocados panfletos numa estátua semi-destruída do século III antes de Cristo, conhecida pelo nome de Pasquino, com críticas ao papa e outras figuras.
Colocados na noite de sexta para sábado da passada semana, os cartazes foram tapados em menos de 24 horas mas a rapidez da remoção não esconde o fato de ser crescente a contestação a Francisco. E que a sua decisão em mudar certos aspectos do funcionamento da Igreja e as críticas que dirige a alguns setores não irá apaziguar.
Vejam-se as palavras que proferiu numa reunião com dirigentes de ordens religiosas e congregações em novembro passado, e esta semana reveladas pelo Corriere della Sera. Segundo o diário italiano, o Papa terá dito que nas estruturas da Igreja encontra-se "uma atmosfera mundana e principesca" e que "não há necessidade de ser cardeal para se converter num príncipe. Basta ser religioso". Francisco considerou este o "pior na organização da igreja" em paralelo com a corrupção no Vaticano. E que não será de pouca monta: "Há corrupção no Vaticano. Mas estou em paz. Se há um problema, escrevo um bilhete a São José e coloco-o sob (...) uma estátua de São José adormecido. E agora dorme sobre um colchão de bilhetes"!
Para o vaticanista Andrea Tornielli, "a oposição vem sobretudo dos conservadores, mas há também algum mal-estar entre os progressistas porque o Papa não concorda com as suas ideias". Coordenador do blogue Vatican Insider, jornalista do La Stampa e autor de vasta bibliografia, em que se conta o recente O Nome de Deus é Misericórdia, uma conversa com Francisco, Tornielli pensa que esta contestação não é "um movimento de base, ainda que tenha grande projeção na Internet e redes sociais". A oposição é, "sobretudo um movimento circunscrito e autorreferencial, quer na base quer no topo", com origem em setores "conservadores e alguns tradicionalistas, que se fazem "papistas" em corrente alternada, ou seja, são "papistas" e convidam à obediência ao Papa só quando este está de acordo com eles", diz Tornielli.
Um outro vaticanista, Giuseppe Rusconi, nota que as críticas a Francisco têm vindo a "tornar-se mais frequentes e mais incisivas, em particular da parte dos "conservadores": cardeais, bispos, sacerdotes, e também muitos fiéis laicos, que se sentem alvos permanentes pela sua "excessiva" ligação às normas e ensinamentos da doutrina católica tradicional. As críticas surgem quer do "topo" (prelados, intelectuais, mundo da informação católica não "alinhada") quer da "base", ainda que a maior parte dos fiéis esteja ainda com o Papa".
Vaticanista desde os anos 90 e autor do blogue Rossoporpora, Rusconi refere a existência na personalidade de Francisco "um traço autoritário, que se manifestou já quando era provincial dos Jesuítas na Argentina", que, contudo, não considera "particularmente grave", mas é uma "tendência que devia atenuar". Ora, "está a suceder o contrário. Nos últimos meses, esta característica surgiu de forma cada vez mais frequente, com o crescer das críticas ao seu modo de atuar".
Idêntica opinião é sustentada por Marco Tosatti para quem o modo como Francisco "afasta as pessoas dos cargos no Vaticano é insólita e está a causar medo (...). Em mais de 35 anos em que cobri o Vaticano nunca vi nada assim". Vaticanista desde a década de 80, autor do blogue Stilum Curiae e de vasta bibliografia, entre a qual uma obra sobre o segredo de Fátima, além de jornalista do La Stampa, Tosatti afirma que Francisco governa "de uma forma muito pessoal, alguns diriam autocrática, muito distinta dos papas do século XX, que usaram a Cúria de forma apropriada para governar. Contorna os procedimentos normais, o que cria mau ambiente nas pessoas" no Vaticano.
Há um ponto que faz a unanimidade entre os vaticanistas ouvidos pelo DN, é o de que todos os papas - considerando o período pós-Vaticano II - foram contestados e criticados. Rusconi recorda que "João XXIII foi criticado por conservadores pelos seus gestos de abertura para o Leste comunista. Paulo VI foi criticado por grupos pela sua Ostpolitik e pelas decisões do Concílio e sua aplicação até nos aspectos litúrgicos. Por isso, o cisma de monsenhor Lefèbvre. Mas também por progressistas, por exemplo quando publicou a encíclica Humanae Vitae".
Tornielli, sublinhando os aspectos anteriores, destaca que "João Paulo II foi criticado por progressistas e conservadores por questões teológicas e de governo da Igreja (a posição sobre a Teologia da Libertação, os encontros de Assis, certas nomeações de bispos). Bento XVI foi criticado também por ambos os setores nas mesmas áreas, o motu proprio a permitir a missa préconciliar, a revogação da excomunhão dos lefèbvrianos, nomeação de bispos, os encontros de Assis, alguns discursos sobre o ecumenismo, a posição sobre os preservativos". Já Tosatti prefere centrar-se no atual Papa, que diz ter como "alvo" o que Francisco designa como "pessoas rígidas, e aqui ele está a referir-se àqueles que seguem a Tradição da Igreja".
Fonte;http://www.dn.pt/mundo/interior/cartazes-anti-papa-francisco-refletem-contestacao-crescente-5661162.html
MANIFESTO CONTRA O PAPA FRANCISCO NAS MISSAS


Isso pode ter sido uma "conspiração" dos "conservadores"? Ou talvez culpa de um dos muitos famosos hackers russos? Ou talvez seja culpa do Trump?
https://abrilveja.files.wordpress.com/2016/07/alx_imagens-do-dia-papa-francisco-vaticano-20160518-001_original.jpeg?quality=70&strip=all&w=680&h=453&crop=1
Por Antonio Socci
Não sabemos. Talvez o papa Bergoglio investigará a diligente Gendarmerie Vaticana: quem sabe, no final, não se possa culpar o odiado Cardeal Burke.

O fato é que em todas as igrejas católicas, no último domingo, foi lido um manifesto que destrói o bergoglismo (ou seja, a "novidade" deste pontificado muito aclamado pelos secularistas da mídia). E todas as palavras faladas no "manifesto" - assegura a Igreja - são "Palavra de Deus" "Palavra do Senhor." Por que são leituras litúrgicas da Sagrada Escritura.

(Em negrito considerações, em itálico comentários)
A primeira leitura: (Eclesiástico 15: 16-22)
16. Se quiseres guardar os mandamentos, e praticar sempre fielmente o que é agradável (a Deus), eles te guardarão.
17. Ele pôs diante de ti a água e o fogo: estende a mão para aquilo que desejares.
18. A vida e a morte, o bem e o mal estão diante do homem; o que ele escolher, isso lhe será dado,
19. porque é grande a sabedoria de Deus. Forte e poderoso, ele vê sem cessar todos os homens.
20. Os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, e ele conhece todo o comportamento dos homens.
21.
 Ele não deu ordem a ninguém para fazer o mal, e a ninguém deu licença para pecar;
22. pois não deseja uma multidão de filhos infiéis e inúteis.
(porque é grande a sabedoria de Deus. Forte e poderoso, ele vê sem cessar todos os homens. Os olhos do Senhor estão sobre os que o temem, e ele conhece todo o comportamento dos homens. Ele não deu ordem a ninguém para fazer o mal, e a ninguém deu licença para pecar)
Esta é a demolição da Amoris laetitia inteira.
Do Evangelho (Mt 5,17-37)
Naquele tempo, Jesus disse aos discípulos: «Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas. Não vim para abolir, mas para cumprir. Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da Lei, sem que tudo aconteça. Portanto, quem desobedecer a um só destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar os outros, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus. Eu vos digo: Se vossa justiça não for maior que a dos escribas e dos fariseus, não entrareis no Reino dos Céus.”
Esta passagem destrói toda a intermediação de Bergoglio contra a lei e contra os Mandamentos (pois - ele disse recentemente - "não lhe dão a alegria, porque não lhe tornam livre").
»Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar deverá responder no tribunal’. Ora, eu vos digo: todo aquele que tratar seu irmão com raiva deverá responder no tribunal; quem disser ao seu irmão ‘imbecil’ deverá responder perante o sinédrio; quem chamar seu irmão de ‘louco’ poderá ser condenado ao fogo do inferno. Portanto,quando estiveres levando a tua oferenda ao altar e ali te lembrares que teu irmão tem algo contra ti, deixa a tua oferenda diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão. Só então, vai apresentar a tua oferenda. Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto ele caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. Em verdade, te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo.”
(Todo aquele que tratar seu irmão com raiva deverá responder no tribunal; quem disser ao seu irmão ‘imbecil’ deverá responder perante o sinédrio; quem chamar seu irmão de ‘louco’ poderá ser condenado ao fogo do inferno.)
Aqui você pode ler um repertório (embora incompleto) de adjetivos papais dirigidos aos irmãos na fé. Todos podem ter uma idéia. AQUI (http://www.marcotosatti.com/2017/02/10/di-manifesti-di-papi-di-risate-e-di-insulti-pontifici-per-sdrammatizzare/
-Velhas comadres -Instigadores da coprofagia -especialistas de Logos - neo pelagianos -restauracionistas -cristãos ideológicos -Sr. e Sra choraminguentos -triunfalistas -cristãos inflexíveis -gnósticos modernos -cristãos líquidos -cristãos superficiais - Múmias de museu -príncipe renascentista -bispo de aeroporto - leproso cortesão - ideólogo -autoritários -eliticistas -Cristãos com cara de conserva - Infantis, com medo de dançar, gritar, com medo de tudo -Pessimistas querelante e desiludidos -Leproso cortesão -cristãos fechados, tristes, presos, que não são cristãos livres -cristãos pagãos -Pequenos monstros -cristãos derrotados -Repetidores do Credo papagalesco (imitando papagaio) -Batedores da Inquisição -Ideólogos do Resumo -Fundamentalistas -sacerdotes gordurosos e idólatras -Adoradores do Deus Narciso -Sacerdotes vaidosos e borboletas -Sacerdotes vendedores de pneus -Sacerdotes magnatas -Religiosos cujo coração é amargo como o vinagre - Fechados na fria formalidade de uma oração fantasiosa -Estéril em seu formalismo -Pessoas idosas e nostálgicas de estruturas e usos que não dão mais vida ao mundo de hoje -maníacos de moda jovem -cristãos de pastelaria - cristãos anestesiados - Fracos como podridão -de coração enegrecido -Cristãos inimigos da cruz de Cristo -Cavaleiros moralistas -Contemplativo distante.
»Ouvistes que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. Ora, eu vos digo: todo aquele que olhar para uma mulher com o desejo de possuí-la, já cometeu adultério com ela em seu coração. Se teu olho direito te leva à queda, arranca-o e joga para longe de ti! De fato, é melhor perderes um de teus membros do que todo o corpo ser lançado ao inferno. Se a tua mão direita te leva à queda, corta-a e joga-a para longe de ti! De fato, é melhor perderes um de teus membros do que todo o corpo ir para o inferno. “Foi dito também: ‘Quem despedir sua mulher dê-lhe um atestado de divórcio’. Ora, eu vos digo: todo aquele que despedir sua mulher —fora o caso de união ilícita— faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher que foi despedida comete adultério».
“Foi dito também: ‘Quem despedir sua mulher dê-lhe um atestado de divórcio’. Ora, eu vos digo: todo aquele que despedir sua mulher —fora o caso de união ilícita— faz com que ela se torne adúltera; e quem se casa com a mulher que foi despedida comete adultério"
À luz da Amoris  laetitia (e a todo Magistério do Papa Bergoglio) Jesus –  proferiu estas palavras – devem ser contados entre os "rígido" (na verdade super rígido), entre "fundamentalista", "entre os rigoristas", ou seja entre aqueles que – como os quatro cardeais – dos quais Bergoglio lamenta o tempo todo.
»Ouvistes também que foi dito aos antigos: ‘Não jurarás falso’, mas ‘cumprirás os teus juramentos feitos ao Senhor’. Ora, eu vos digo: não jureis de modo algum, nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o apoio dos seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do Grande Rei. Também não jures pela tua cabeça, porque não podes tornar branco ou preto um só fio de cabelo. Seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não. O que passa disso vem do Maligno.
“Seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não. O que passa disso vem do Maligno.”
E com estas palavras nosso Senhor varre toda escuridão da ambígua Amoris laetitia  e prende especialmente a recusa do Papa Bergoglio para responder claramente à "Dubia" dos quatro cardeais. Sabemos que as questões canônicas de "Dubia" a Santa Sé deve ser respondida (em cada caso) com um "sim" ou "não": Assim, a recusa em responder pelo papa Bergoglio é apenas uma rejeição da lógica do "sim sim, não, não ", ou seja, a lógica do Evangelho de Jesus Cristo.
Pessoalmente me junto aqueles que continuam a rezar por Bergoglio, para que o senhor o ilumine, fazendo-lhe reverter o curso e reparar os danos colossais e a imensa confusão que se está produzindo na igreja.

Editado por Antonio Socci

Fonte: http://www.antoniosocci.com/domenica-scorsa-tutte-le-chiese-cattoliche-letto-un-formidabile-manifesto-demolisce-bergoglismo-nelle-letture-della-messa/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+LoStraniero+%28Lo+Straniero+-+Il+blog+di+Antonio+Socci%29
JESUS CRISTO: PREPARAI-VOS PARA O QUE VEM NO VATICANO


"Escreve com a Minha Santa Mão o que eu revelo e te dou em visão para a Minha Igreja, a fim de que se prepare para o que está para acontecer no Vaticano.
Você viu meu Vigário, manso e humilde, passivo, mas com firmeza e autoridade, que vem do alto; Você já o viu ter um confronto com Francisco, o falso profeta, que tomou a Cátedra de Pedro.
O mesmo confronto verbal que você viu, ao mesmo tempo em que faço ver a Mim, seu Salvador, enfrentei aos anciãos da lei na mesma noite em que fui preso, depois da traição de Judas, assim também como antes de ir para o Calvário, fui enfrentado diante de Pilatos, que perguntou diante da multidão ...  O que é a Verdade?
Esta visão onde Eu, manso e humilde, passivo, mas com autoridade, que meu Pai tinha me dado e que Me vinha do alto, é o mesmo que você viu em Bento, que segue os Meus passos e imita as Minhas obras; Esta visão mostra em que momentos se encontra o vosso Pastor e a Dolorosa Paixão da Minha Igreja.
Bento já anda entre os vários tribunais, acusado, buscando fazê-lo culpável, processado porque disse e fala com a verdade.
Meu Vigário já levanta a voz, dentro do Vaticano, e protesta contra todas as heresias que saem da boca do lobo vestido em pele de cordeiro, que blasfema contra Mim, que eu sou a Verdade. Bem que você sentiu a aflição e a agonia de Meu Vigário por amar a verdade.
Este Pastor, Bento, como Eu, seu Mestre, o Pastor Eterno, o tenho visto como o manso cordeiro colocado para o holocausto, cordeiro indefeso que vai ao matadouro como Eu, seu Salvador, como oferta de amor para o Eterno, por amor a quem o chamou para ser Pastor e Vigário da Minha Igreja, por amor pelas almas e às ovelhas do seu rebanho.
Em maior número são aqueles que estão a seguir o falso profeta, como aconteceu Comigo no Monte Calvário: a multidão estava contra Mim, porque a multidão estava possuída pelo mesmo espírito que entrou em Judas, porque são poucos os que permanecem na Verdade, são poucos os que estão Comigo, Eu que sou o Caminho, Verdade e Vida.
Ele, Bento, está em Mim, assim como Eu estou nele, na mesma oferta e holocausto ao Eterno Pai, que nos chamou para servi-Lo, como o Bom Pastor que dá a vida por suas ovelhas.
Estejam preparados para os grandes eventos que virão para Minha Igreja.Agora é o momento em que as ovelhas do rebanho, que guia, cuida e guarda Bento XVI, permanecerem unidas, permanecendo na Verdade, sustentando o Pastor que dá a vida pelas suas ovelhas.
Rezem para perseverar, rezem para não desfalecer, rezem para não serem confundidos neste momento.
Uni suas ofertas com a oferta do Meu Bento XVI, buscando o bem para a Minha Igreja, a purificação e a salvação das almas.
Atendei ao chamado do Meu Bento para sustentá-lo no seu calvário, que já chega na Cruz.
Os faço um Comigo, um com o Pastor universal, o Pastor Eterno das almas que permanece pelos séculos dos séculos.
Oração, oração, oração, meditando Minha Santa Paixão, a Via Crucis e os Mistérios do Rosário, que são louvores para minha Mãe Santíssima. "
Alma escolhida:
 "Meu Senhor que se faça Tua Santa Vontade em nós, seremos um Contigo, um só rebanho sob um mesmo Pastor.
Com sua Santa Bênção tudo nos será possível, abraçar a Cruz e ir para o Calvário, onde vivendo Tua Santa Vontade em nós, Te daremos Glória, morrendo Contigo e em Ti, por amor ao Pai Eterno e por amor pelas almas para que não se percam.
Obrigado Deus por sua bondade para conosco, porque nos guiais no meio desta escuridão. Em Ti confiamos e em Ti esperamos.
Obrigado por esta união mística com o nosso Papa Bento XVI, que vai para a Cruz e morre por nós. Amém, amém, amém. 06:25 da manhã".

MENSAJE DE NUESTRO SEÑOR  JESUCRISTO
“Escribe con Mi Mano Santa lo que os revelo y os doy en visión para Mi Iglesia, a fin para que se prepare para lo que está por acontecer en el Vaticano.
Habéis visto a Mi Vicario, dócil y humilde, pasivo, pero con firmeza y autoridad, la que le viene de lo alto; habéis visto tener un enfrentamiento con Francisco, el falso profeta, que tomó la Silla de Pedro.
 Ese enfrentamiento verbal que habéis visto, al mismo tiempo en que Me veíais a Mí, vuestro Salvador, enfrentado ante los ancianos de la ley la misma noche en que fui aprendido, tras la traición de Judas, así también como poco antes de ir al Calvario fui enfrentado ante Pilato, quien preguntaba ante la multitud….¿cuál es la Verdad?  
Esta visión donde Yo, dócil y humilde, pasivo, pero con autoridad, la que Mi Padre me había dado y Me venía de lo Alto, es lo mismo que habéis visto a Benedicto, quien sigue Mis huellas e imita Mis obras; esta visión os indica en qué hora se encuentra vuestro Pastor y la Pasión dolorosa de Mi Iglesia.
Benedicto anda ya entre los distintos tribunales, acusado, buscando hacerlo culpable, enjuiciado por que dice y habla con la Verdad.
Mi Vicario ya alza, dentro del Vaticano, la voz y protesta contra todas las herejías que salen de la boca del lobo vestido con piel de oveja, que blasfema contra Mí, que Soy la Verdad. Bien habéis sentido la aflicción y la agonía de Mi Vicario por amar la Verdad. 
Este pastor, Benedicto, como Yo, Su Maestro, su Pastor Eterno, lo habéis podido ver como el manso cordero colocado para el holocausto, indefenso cordero, va al matadero como Yo, Su Salvador, como una ofrenda de amor para el Eterno, por amor a quien lo llamó a ser Pastor y Vicario de Mi Iglesia, y por amor a las almas, las ovejas de su rebaño.
En mayor número son los que están y siguen al falso profeta, como sucedió conmigo en aquel Monte Calvario: la multitud estaba contra Mí, porque la multitud estaba poseída por el mismo espíritu que entró en Judas, porque son pocos los que se han mantenido en la Verdad, pocos son los que están Conmigo, que Soy Camino, Verdad y Vida.
 Él, Benedicto, está en Mí, así como Yo estoy en él, en una misma ofrenda y holocausto al Padre Eterno, quien nos llamó a servirle, como el Buen Pastor que da la vida por sus ovejas.
Estad preparados para los grandes acontecimientos que ya llegan para Mi Iglesia. 
Es ya la hora en que las ovejas del rebaño, que guía, cuida y custodia Benedicto XVI, permanezcan unidas, permaneciendo en la Verdad, sosteniendo al Pastor que ya da la vida por sus ovejas.
Orad para perseverar, orad para no desfallecer, orad para no ser confundidos en esta hora.
 Unid vuestra ofenda junto a la ofrenda de Mi Benedicto XVI, buscando el bien para Mi Iglesia, la purificación y la Salvación de las amas.
Atended el llamado de Mi Benedicto a sostenerlo en su calvario, que ya le llega la cruz.
Os hago una conmigo, una con el Pastor universal, el pastor Eterno de las almas que permanece por los siglos de los siglos.
Oración, Oración, Oración, meditando Mi Santa Pasión, el vía crucis y los misterios del Rosario, que son una alabanza a Mi Santísima Madre.”
Alma Escogida:
 “Mi Señor que se haga Tu Santa Voluntad en nosotros, haznos unos contigo, un solo rebaño bajo un mismo Pastor.
Con Tu Santa Bendición todo nos será posible, abrazar la cruz e ir al calvario, en donde viviendo Tu Santa Voluntad en nosotros, Te daremos Gloria, muriendo contigo y en Ti, por amor al Padre Eterno y por amor a las almas para que no se pierdan.
Bendito Dios por Tu benevolencia para con nosotros, porque nos guías en medio de esta obscuridad. En Ti confiamos y en Ti Esperamos.
Gracias por esta unión mística con Nuestro papa Benedicto XVI quien va a la cruz y muere por nosotros. AMEN, AMEN, AMEN. 6.25 am”.
Fonte > http://mensajesdediosasuiglesiaremanente.blogspot.com.br/2017/02/03-02-2017-alma-escogida-os-revelo-y-os.html?m=1