Papa Francisco, Falso Profeta?

É difícil encontrar quem não goste do Papa Francisco. Ele é bonachão, gente boa, humilde, amigo dos pobres, não gosta de riquezas e opulências, não implica com os homossexuais e nem com os abortistas. Dizem até que ele vai andar de fusca, e como se pode ver na foto acima, gosta de coisas simples. Maravilha, não é mesmo?

E se eu lhe disser que o Papa Francisco veio para destruir a igreja católica e blasfemar contra Cristo, você acreditaria? É verdade, e é como católico que eu lhe digo isso.

Francisco é o representante da maçonaria infiltrada na igreja, que finalmente conseguiu eleger o seu papa. É duro dizer, mas o demônio chegou ao papado. Ele é a besta do Apocalipse 13-11 ”que se veste como um cordeiro (símbolo de Cristo), mas fala como um dragão” (blasfema contra Deus).

Você lembra o que Paulo VI disse? “A fumaça de satanás de infiltrou na igreja”. E agora chegou ao seu vértice.

João Paulo I foi assassinado com apenas trinta dias de pontificado, lembra? Tentaram matar João Paulo II logo no início de seu pontificado com um tiro à queima roupa, lembra? E Bento XVI, coitado, foi tão perseguido que acabou tendo que renunciar, como se fosse um incompetente. Escândalos e mais escândalos estouraram em seu pontificado. Até seus documentos pessoais foram roubados, para poder chantageá-lo.

E agora com Francisco não existem mais escândalos sexuais nem financeiros. A mídia, controlada pela maçonaria o está endeusando, fazendo dele um ídolo, um líder inovador, um mito. Reis, rainhas e governantes têm vindo beijar o seu anel, em reverência a “sua santidade”. Que mudança brusca, não é mesmo?

Mas o que deseja Francisco? É simples: a luta entre Deus e o diabo continua. Como o diabo sabe que nada pode contra Deus, passar um tempinho sentado na cadeira de Pedro já está bom, pois de lá ele pode “abrir a boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar o seu nome, o seu tabernáculo e os habitantes do céu” (Apoc. 13-6).

Outra missão de Francisco é facilitar o surgimento do anticristo, pois ele trabalha segundo as ordens deste, pois está sob sua vigilância, como vemos em Apocalipse 13-12. Foi primeiro preciso “ferir o pastor” (Zacarias 13,7), ou seja tirar Bento XVI, para que as ovelhas fossem dispersas (os fies). A partir de agora haverá uma grande confusão e divisão dentro da igreja católica e no mundo todo, e no meio desta confusão surge o anticristo apoiado por Francisco, que aliás já declarou que o microchip (marca da besta) é benéfico para a humanidade, não existindo na Bíblia nada que impeça o seu uso (será que Francisco já leu o Apocalipse alguma vez?)

Outra missão suja de Francisco: promover o aborto e o homossexualismo no mundo. Estes dois pecados são abominações e dão poder à satanás. É por isso que tem dinheiro à vontade para promover parada gay no mundo todo e para praticar o aborto. No Brasil o próprio governo paga o médico para a mulher que queira abortar. Recentemente Francisco afirmou que os católicos são “obcecados” com o aborto e o homossexualismo. Sublimarmente ele disse: “esqueçam aborto e homossexualismo”. Aliás, quando esteve no Brasil Francisco não fez nada para evitar o aborto, cuja lei já estava pronta, e que agora foi assinada por Dilma.

Francisco está usando mensagens sublimares, para blasfemar contra a igreja, para ser mais claro, para avacalhar mesmo com ela.

Quando perguntado pela repórter o que achava do lobby gay dentro do vaticano, Francisco respondeu: “ser gay não tem problema”. E deu uma grande pausa. E depois continuou: “o problema é o lobby gay”.

A mensagem sublimarmente passada: o homossexualismo está liberado. Resultado: explosão do homossexualismo no mundo, tendo sido Francisco eleito o “homem do ano”, pela maior revista gay dos estados unidos. Eu já vi, na missa, vários casais gays se acariciando como se fosse a coisa mais normal do mundo. E ninguém pode falar nada, pois Francisco liberou, mesmo que sublimarmente.

Mas o pior de tudo é que Francisco está atentando contra o sacrifício de Cristo na Cruz. A blasfêmia maior de todas é a de negar o culto devido só a Deus para dá-lo às criaturas e ao próprio satanás.

Cristo derramou seu sangue na cruz para nos salvar. Foi para pagar o pecado de Adão e nos reconduzir ao Pai que Cristo se sacrificou por nós.

Agora, Francisco está anulando o sacrifício de Cristo. Recentemente ele disse: “não é preciso converter ninguém. Ajude o pobre e vá embora”.

Esta afirmação pode parecer bonita e caridosa, porém, ela elimina o sacrifício de Cristo.

Ajudar o pobre, o menor abandonado, o doente, a viúva desamparada e todos aqueles que precisam, é uma conseqüência do amor à Deus. Se amo à Deus, também amo ao meu próximo, e consequentemente o ajudo naquilo que ele precisa. Enquanto esteve na terra, Cristo ajudou intensamente os necessitados. Ajudar ao próximo é uma excelente atitude, que vai ajudar no nosso julgamento diante do Pai, pois “seremos julgados pelas nossas obras” (Rom 2-6).

Mas veja bem, o que salva não é a caridade. Jesus quando enviou os doze apóstolos disse: “Ide ao mundo e pregai o evangelho à toda criatura da terra. Aquele que crer e for batizado, será salvo, mas quem não crer será condenado” (Marcos 16-16).

Cuidado, você pode passar a vida toda fazendo caridade e ir para o inferno.

E é isso que o papa Francisco quer, lhe levar para o inferno. Ele quer tirar Cristo do centro e colocar os pobres, mas pobre não salva ninguém, quem salva é Cristo.

Outra armação pesada de Francisco: “todas as religiões levam a Deus”. Parece bonito não é mesmo? Assim sendo, você pode ir na macumba, que lá você irá encontrar a Deus também.

Mas pense nisto: só Cristo morreu na cruz, logo, o caminho para o céu, é somente através dele. Você já viu algum Buda crucificado? Maomé foi pra cruz? E Alan Kardec, passou por lá? Veja o que disse o próprio Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida;ninguém vem ao Pai senão por mim (João 14,6).

Repetindo o que disse Jesus:” Ninguém vem ao pai senão por mim”.

Cuidado: quando Francisco anunciar a criação da igreja ecumênica mundial, unindo todas as religiões, não caia na lábia dele. O que ele quer é lhe afastar de Cristo e levá-lo à Satanás.

Aqui novamente Francisco está querendo lhe levar para o inferno. Siga um caminho diferente ao de Cristo e você vai ver onde vai parar.

Aliás, recentemente Francisco disse que o inferno não existe mais. O que ele quer, é que você não creia mais na existência do inferno, para lhe mandar para lá.

“Roma perderá a fé, e converter-se-á na sede do anticristo". Sabe quem disse isto? Parece coisa de fanático, não é mesmo? Mas esta afirmação é de Maria, mãe de Jesus e nossa, em La salette, França em 1846, aparição reconhecida pela igreja. Veja a mensagem completa (http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/366/Os-Segredos-de-La-Salette), você vai se surpreender.

Na verdade, a partir de La Salette, Maria antecipou o que iria acontecer no mundo. Em Fátima, Portugal, em 1917, Maria disse que o demônio se infiltraria até o vértice na igreja, além de ter previsto o fim da primeira guerra, a expansão do comunismo e o início da segunda guerra. Acredita-se que o fato do demônio ter chegado ao papado, faça parte do terceiro segredo de Fátima, que na verdade não foi divulgado.

Em Akita, Japão em 1973 Nossa Senhora disse: "O Diabo se infiltrará até mesmo na Igreja de tal um modo que haverá cardeais contra cardeais, e bispos contra bispos. Serão desprezados os padres que me veneram e terão opositores em todos os lugares. Haverá vandalismo nas Igrejas e altares. A Igreja estará cercada de asseclas do demônio que conduzirá muitos padres a lhe consagrar a alma e abandonar o serviço do Senhor".

Eu já vi dois padres, em uma emissora católica, em rede nacional, incentivar o casamento civil gay, e ainda citam as encíclicas do papa Francisco para justificar tal abominação. O que os padres não dizem, é que os afeminados vão para o inferno, pois “não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os devassos, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os difamadores, nem os assaltantes hão de possuir o Reino de Deus” (1Cor 6, 9-10), e também Apoc 21.8: Os tíbios, os infiéis, os depravados, os homicidas, os impuros, os maléficos, os idólatras e todos os mentirosos terão como quinhão o tanque ardente de fogo e enxofre, a segunda morte. Se você ler as mensagens marianas como La Salette, Akita, Fátima, Lourdes e outras, vai se surpreender com o que Maria tem dito. O problema é que Deus e sua mãe foram esquecidos por esta geração.

Assim sendo, o aviso foi dado. Muita coisa ainda vai acontecer daqui para frente. Fique atento pois Cristo realmente está voltando para instalar seu definitivo reino de amor. Não fique de fora.

Movimento de Resistência Católica Viva Bento XVI

Obs: Leia as postagens anteriores clicando em "Postagens Mais Antigas", no final do Blog ou "LEIA ARTIGOS ANTERIORES" e escolha o mês, abaixo.

domingo, 25 de junho de 2017

JESUS CRISTO: A CONDENAÇÃO ETERNA EXISTE.
PAPA FRANCISCO: A CONDENAÇÃO ETERNA NÃO EXISTE

Por que o Papa não responde ao Dubia? O ex-diretor do Banco do Vaticano acha que ele sabe por quê. Em um ensaio mordaz na italiana La Verità, traduzido abaixo, Ettore Gotti Tedeschi sugere que Francisco está enviando duas mensagens através do silêncio: que ele pode se contradizer se gosta e que deseja impor uma "Nova moral católica" na Igreja. Esta nova moral seria baseada não na doutrina, mas nas opiniões subjetivas da consciência individual. Enquanto isso, a negação de eterna condenação de Amoris Laetitia contradiz as afirmações de Jesus no Evangelho de que os pecadores correm o risco desse destino. Em última análise, o silêncio de Francisco - que permite que as dúvidas continuem a florescer - é uma negação da verdade objetiva.

https://lifesite-cache.s3.amazonaws.com/images/made/images/remote/https_s3.amazonaws.com/lifesite/papal_silence_810_500_55_s_c1.jpg

Ettore Gotti Tedeschi
23 de junho de 2017 (LifeSiteNews) - Vejo duas mensagens implícitas no fracasso do Papa em responder à dubia. A primeira mensagem implícita é "Eu posso me contradizer se quiser". No início do Sínodo sobre a Família (outubro de 2014), o Papa convidou os cardeais a falar abertamente e francamente, sem medo de embaraçar o Papa (o famoso Parresia). E ainda por meses o Papa se recusou a responder de forma privada ou pública à dubia expressada por quatro cardeais que representam uma grande parte dos fiéis.
A segunda mensagem implícita parece ser uma declaração da intenção de impor uma "Nova moral católica". Isso se basearia nas circunstâncias estranhas das novas exigências éticas (ou requisitos) de novas situações criadas pelo mundo secularizado, não nos Mandamentos, Catecismo e Magistério invocados pelo "obsoleto" Veritatis Splendor.
No passado, a preocupação da Igreja era manter os fiéis "fortes na Verdade" para conservar a fé. Ela, portanto, desencorajou uma disposição para interpretar a doutrina e o magistério de forma subjetiva e perigosamente enganosa. Na verdade, naquela época, a tarefa dos pastores era confirmar as certezas da fé ao "ensinar", não apenas pela "escuta".
Hoje, pode-se dizer que você deve ter dúvidas subjetivas e não resolvidas para demonstrar que você tem uma "fé autêntica". Você não deve tentar resolvê-los ou buscar respostas para perguntas sobre pontos de interpretação ambígua porque isso seria insolente e arrogante. As duvidas são necessárias porque parece que não queremos afirmar uma verdade única, absoluta e objetiva. Uma verdade pluralista e dialética tomou seu lugar porque esta última verdade, uma verdade baseada nas conclusões de uma consciência individual "autodidata", substituiu a doutrina como juiz de ações (práxis).
Pode-se dizer que a moralidade tradicional foi substituída pelas circunstâncias (e não pelo ideal), e como não devemos mais julgar (ou seja, avaliar objetivamente as circunstâncias), a Igreja parece querer renunciar à posse da verdade e do seu ensino ( A menos que diga respeito ao meio ambiente, pobreza e imigração). Assim, uma falha em responder à dubia confirma que a doutrina é abstrata e que não serve de salvação porque a verdade é transitória, subjetiva e aberta a diferentes interpretações. É melhor dialogar, então, do que ensinar algo que não é mais eterno.
Durante meses, os teólogos foram forçados, ou foram obrigados, a destacar apenas algumas partes de Amoris Laetitia, negligenciando as partes que deixam dúvidas e geram interpretações subjetivas. Isso significa que AL não parece ser tão "objetiva" quanto alguns assumem. Mas os pontos controversos não são tão marginais, menores ou irrelevantes para as muitas partes boas. Sugiro que os leitores leiam os artigos em questão (AL 297, 299, 301, 305, 329 ...) e façam as perguntas dos quatro cardeais e católicos que se referem ao Catecismo, ao Evangelho e ao Magistério específico (Casti Connubi, Veritatis Splendor, Familiaris Consortio ...). A dubia está preocupada com o que é um pecado grave (mortal) aqui: a possibilidade da recepção da absolvição sacramental e da Eucaristia por queles que vivem ilegítimamente como marido e mulher e não querem parar. A dubia pergunta o que é a castidade conjugal e se existem situações em que devemos pecar porque há tentações maiores do que a nossa força. Perguntam se existem situações em que uma forma de ignorância justifica o pecado.
Caros leitores, a dubia pergunta se uma nova moral é ou não está sendo proposta e se a ajuda de Deus, que nunca falha, visa impedir que pecássemos ou evitemos sentir a culpa depois de ter pecado. A dubia não é uma exibição bizarra e rancorosa de quatro cardeais.
Cuidado! Nos evangelhos, Jesus diz 15 vezes que existe um risco de condenação eterna se alguém persistir num pecado grave, enquanto Amoris Laetitia 297 afirma que ninguém pode ser condenado para sempre porque não é a lógica do Evangelho. Assim, a condenação eterna parece ter se tornado uma heresia. No entanto, AL 304 diz também que as normas gerais em suas formulações não podem abraçar todas as situações particulares, admitindo implicitamente a existência de tantas dúvidas deixadas para a interpretação subjetiva e perigosa.
O fracasso do Papa em responder ao dubia ilustraria que as dúvidas devem ser resolvidas subjetivamente porque a verdade não é mais objetiva. Assim, a igreja hoje parece estar declarando que ela não quer ter uma doutrina para propor ao mundo. Ela acredita que a circunstância determina a doutrina, em vez do contrário. Portanto, a nova igreja parece querer dar sugestões morais, mas sem preceitos, sem leis. É inútil perguntar se é assim.

Traduzido por Dorothy Cummings McLean com permissão de La Verità
Fonte: https://www.lifesitenews.com/opinion/pope-francis-silence-is-a-bold-denial-of-objective-truth-former-vatican-ban

sábado, 24 de junho de 2017

O silêncio do papa Francisco é uma negação ousada da verdade objetiva: ex-chefe do Banco do Vaticano

Por que o Papa não responde ao Dubia? O ex-diretor do Banco do Vaticano acha que ele sabe por quê. Em um ensaio mordaz na italiana La Verità, traduzido abaixo, Ettore Gotti Tedeschi sugere que Francisco está enviando duas mensagens através do silêncio: que ele pode se contradizer se gosta e que deseja impor uma "Nova moral católica" na Igreja. Esta nova moral seria baseada não na doutrina, mas nas opiniões subjetivas da consciência individual. Enquanto isso, a negação de eterna condenação de Amoris Laetitia contradiz as afirmações de Jesus no Evangelho de que os pecadores correm o risco desse destino. Em última análise, o silêncio de Francisco - que permite que as dúvidas continuem a florescer - é uma negação da verdade objetiva.

https://lifesite-cache.s3.amazonaws.com/images/made/images/remote/https_s3.amazonaws.com/lifesite/papal_silence_810_500_55_s_c1.jpg
Ettore Gotti Tedeschi
23 de junho de 2017 (LifeSiteNews) - Vejo duas mensagens implícitas no fracasso do Papa em responder à dubia. A primeira mensagem implícita é "Eu posso me contradizer se quiser". No início do Sínodo sobre a Família (outubro de 2014), o Papa convidou os cardeais a falar abertamente e francamente, sem medo de embaraçar o Papa (o famoso Parresia). E ainda por meses o Papa se recusou a responder de forma privada ou pública à dubia expressada por quatro cardeais que representam uma grande parte dos fiéis.
A segunda mensagem implícita parece ser uma declaração da intenção de impor uma "Nova moral católica". Isso se basearia nas circunstâncias estranhas das novas exigências éticas (ou requisitos) de novas situações criadas pelo mundo secularizado, não nos Mandamentos, Catecismo e Magistério invocados pelo "obsoleto" Veritatis Splendor.
No passado, a preocupação da Igreja era manter os fiéis "fortes na Verdade" para conservar a fé. Ela, portanto, desencorajou uma disposição para interpretar a doutrina e o magistério de forma subjetiva e perigosamente enganosa. Na verdade, naquela época, a tarefa dos pastores era confirmar as certezas da fé ao "ensinar", não apenas pela "escuta".
Hoje, pode-se dizer que você deve ter dúvidas subjetivas e não resolvidas para demonstrar que você tem uma "fé autêntica". Você não deve tentar resolvê-los ou buscar respostas para perguntas sobre pontos de interpretação ambígua porque isso seria insolente e arrogante. As duvidas são necessárias porque parece que não queremos afirmar uma verdade única, absoluta e objetiva. Uma verdade pluralista e dialética tomou seu lugar porque esta última verdade, uma verdade baseada nas conclusões de uma consciência individual "autodidata", substituiu a doutrina como juiz de ações (práxis).
Pode-se dizer que a moralidade tradicional foi substituída pelas circunstâncias (e não pelo ideal), e como não devemos mais julgar (ou seja, avaliar objetivamente as circunstâncias), a Igreja parece querer renunciar à posse da verdade e do seu ensino ( A menos que diga respeito ao meio ambiente, pobreza e imigração). Assim, uma falha em responder à dubia confirma que a doutrina é abstrata e que não serve de salvação porque a verdade é transitória, subjetiva e aberta a diferentes interpretações. É melhor dialogar, então, do que ensinar algo que não é mais eterno.
Durante meses, os teólogos foram forçados, ou foram obrigados, a destacar apenas algumas partes de Amoris Laetitia, negligenciando as partes que deixam dúvidas e geram interpretações subjetivas. Isso significa que AL não parece ser tão "objetiva" quanto alguns assumem. Mas os pontos controversos não são tão marginais, menores ou irrelevantes para as muitas partes boas. Sugiro que os leitores leiam os artigos em questão (AL 297, 299, 301, 305, 329 ...) e façam as perguntas dos quatro cardeais e católicos que se referem ao Catecismo, ao Evangelho e ao Magistério específico (Casti Connubi, Veritatis Splendor, Familiaris Consortio ...). A dubia está preocupada com o que é um pecado grave (mortal) aqui: a possibilidade da recepção da absolvição sacramental e da Eucaristia por queles que vivem ilegítimamente como marido e mulher e não querem parar. A dubia pergunta o que é a castidade conjugal e se existem situações em que devemos pecar porque há tentações maiores do que a nossa força. Perguntam se existem situações em que uma forma de ignorância justifica o pecado.
Caros leitores, a dubia pergunta se uma nova moral é ou não está sendo proposta e se a ajuda de Deus, que nunca falha, visa impedir que pecássemos ou evitemos sentir a culpa depois de ter pecado. A dubia não é uma exibição bizarra e rancorosa de quatro cardeais.
Cuidado! Nos evangelhos, Jesus diz 15 vezes que existe um risco de condenação eterna se alguém persistir num pecado grave, enquanto Amoris Laetitia 297 afirma que ninguém pode ser condenado para sempre porque não é a lógica do Evangelho. Assim, a condenação eterna parece ter se tornado uma heresia. No entanto, AL 304 diz também que as normas gerais em suas formulações não podem abraçar todas as situações particulares, admitindo implicitamente a existência de tantas dúvidas deixadas para a interpretação subjetiva e perigosa.
O fracasso do Papa em responder ao dubia ilustraria que as dúvidas devem ser resolvidas subjetivamente porque a verdade não é mais objetiva. Assim, a igreja hoje parece estar declarando que ela não quer ter uma doutrina para propor ao mundo. Ela acredita que a circunstância determina a doutrina, em vez do contrário. Portanto, a nova igreja parece querer dar sugestões morais, mas sem preceitos, sem leis. É inútil perguntar se é assim.

Traduzido por Dorothy Cummings McLean com permissão de La Verità
Fonte: https://www.lifesitenews.com/opinion/pope-francis-silence-is-a-bold-denial-of-objective-truth-former-vatican-ban
Seus olhos logo verão a abominação, Mas eles também verão a Minha Glória!

https://static.wixstatic.com/media/f171c8_ac7ecdbdbc284dc59255cf4f7b87f00a.jpg_srz_394_423_85_22_0.50_1.20_0.00_jpg_srz
Enquanto o vosso ir é cada vez mais responsável por Mim, os filhos da noite irrompem para destruir todas as coisas boas.
Enquanto Meus sacerdotes dormem, o homem injusto coloca suas mãos imundas em Mim: Eu Sou abusado, desprezado, Sou colocado a dura prova!
Vou começar agora Meu grande Calvário, mas tudo estará aberto novamente para o Meus eleitos.
O mundo em breve sofrerá uma grande desgraça: um asteróide está perto da terra e logo vai batê-la!
A morte virá para muitos, e para aqueles que permanecem vivos será doloroso, como eles verão e sofrerão, em sua própria pele, por causa de sua infidelidade a Mim, as dores do parto desta terra.
A hora do dilúvio universal chegou!
Minha paixão antecipa sua paixão Oh homens!
... Hoje não acreditais,... mas amanhã acreditareis!
O tempo marca a Minha hora! O servo fiel do Anticristo se ajoelha a ele para Me crucificar.
Filhinhos, como tínhamos previsto, este é o momento de grande dor para esta humanidade infiel.
Agradeço aos Meus eleitos, Irei colocá-los no Meu peito, eles serão regadas Comigo, o Espírito Santo irá envolve-los e iluminá-los em Mim e em Mim!
Eles serão os filhos escolhidos, aqueles tão esperados pelo Pai, serão aqueles que viajam para trazer o Evangelho Sagrado ao conhecimento dos orgulhosos, daqueles que ainda Me negaram durante o aviso.
Vai chover do alto dilúvio de fogo, a terra vai entrar na purificação, tudo será transformado!
No Meu Amor vou levar aqueles que Me seguiram, Me tem honrado, amado e servido com fidelidade.
Nesta casa, hoje, Eu entro para torná-los novos, dar-lhes de Mim, deixar-vos a conhecer a Mim e Minhas coisas.
Vou preparar-vos através do Espírito Santo, e sereis novos homens, homens santos, sacerdotes fiéis ao vosso Deus de Amor.
Na casa de Deus, já tremem as muralhas por causa dos governantes, a situação deve ser vista aos olhos do mundo, que conhecerá o desprezo dos Meus inimigos por Mim.
"Glória a Deus no alto do céu e Paz na terra para os homens a quem Ele Ama."
Estou com vós, aquele pequeno remanescente que está esperando para ser abençoado com a Vida Nova e Eterna em Mim.
Filhinhos, seus olhos logo verão a abominação, mas eles também verão Minha Glória!
Deus com vós. Bênção para vós, Paz para vós!
Fonte: http://www.colledelbuonpastore.it/anno-2017/giugno-2017/2703-il-mondo-subira-presto-una-grande-sciagura-un-asteroide-e-vicina-alla-terra-e-presto-la-colpira-l-ora-del-diluvio-universale-e-giunta-la-mia-passione-anticipa-la-vostra-passione-oh-uomini-oggi-non-credete-ma-domani-crederete.html

domingo, 18 de junho de 2017

VEJAM O QUE O FALSO PAPA FRANCISCO ESTÁ TRAZENDO PARA DENTRO DA IGREJA CATÓLICA

O verdadeiro ecumenismo se faz pela Total Consagração à Virgem Maria

Ecumênico é tradicionalmente sinônimo de universal. Daí, por exemplo, denominar-se Concílios Ecumênicos os concílios que, presididos pelo Papa, se fazem com todos os bispos católicos do mundo. Distinguem-se dos concílios diocesanos ou regionais. Nesse sentido, está na missão da Igreja Católica trabalhar ardentemente por um são ecumenismo, e os católicos devem desejar de todo coração a conversão do maior número de almas, de maneira que haja “um só rebanho e um só Pastor”. Porém, o termo “ecumenismo” passou por transformações, e não raro, hoje em dia, acabou designando uma espécie de compromisso entre a verdade e o erro, inaceitável para um católico. Os adeptos desse novo “ecumenismo” colocam todo seu empenho em reduzir à mínima expressão as verdades católicas.
Assim, seu principal esforço parece ser o de adaptar os ensinamentos evangélicos às máximas do mundo, ás teorias de seitas heréticas. Em seu método de “apostolado”, tais elementos também fazem todo o possível para subestimar o que separa a Igreja da heresia e hipervalorizar o que, segundo eles, as une. É verdade que a Palavra de Deus vai ser dita por São Paulo que “[…]Deus, nosso salvador, o qual deseja que todos os homens se salvem…” (Cf. 1Timóteo 2,4). Alguns podem usar deste versículo para dizer que em qualquer religião se salva. Porém o mesmo versículo completa “…e cheguem ao conhecimento da verdade” E quem é a Verdade? A verdade é Cristo! Quando alguém torna-se protestante, deveríamos rezar o rosário por exemplo, para que essa pessoa seja iluminada por Cristo e retorne ao seio da Igreja Católica. Mas é isso que acontece? Não! A gente diz que ninguém pode julgar, ou fica quieto e não faz absolutamente nada.
O verdadeiro ecumenismo leva a uma compreensão das diferenças e nunca vem ao custo da Verdade; o falso ecumenismo que predomina leva a um enfraquecimento das práticas católicas, indiferentismo herético, e de escândalos a outros, como as reuniões ecumênicas em lugares Católicos, ou dito Católicos! O concílio que condenou o protestantismo foi o Sacrosanto Concílio de Trento, denominado assim pela cidade onde foi celebrado. Ferido com esta condenação, o protestantismo (…) encerra um apinhamento, o mais monstruoso, de erros privados e individuais, recolhe todas as heresias e representa todas as formas de rebelião contra a Santa Igreja Católica. Seguindo o exemplo dos Apóstolos, a Igreja sempre condenou as heresias e expulsou de seu seio os hereges. Nada de “louvar a unidade na legítima diversidade” do falso ecumenismo. O verdadeiro ecumenismo, a verdadeira caridade com os que estão no erro, é mostrar-lhes a verdade plena, e rezar por eles para que se convertam à verdadeira fé, tal e como rezava toda a santa Igreja na sagrada liturgia da Sexta-feira Santa: “Oremos também pelos hereges e cismáticos, para que Deus nosso Senhor os tire de todos os seus erros, e se digne trazê-los à santa Madre Igreja Católica e Apostólica”
“Não há maior inimigo da Imaculada e de Seu Reinado que o ecumenismo de hoje, o qual todo Cavaleiro da Imaculada, deve não só combater, mas também neutralizar, por uma ação diametralmente oposta” – (São Maximiliano Maria Kolbe).
Diga-se com todas as letras: “Não é lícito promover a união dos cristãos de outro modo senão promovendo o retorno dos dissidentes à única verdadeira Igreja de Cristo, dado que outrora, infelizmente, eles se apartaram dela. Acreditamos, pois, que os que afirmam serem cristãos, não possam fazê-lo sem crer que uma Igreja, e uma só, foi fundada por Cristo. Aos católicos, de nenhum modo é lícito aprovar ou contribuir para estas iniciativas: se o fizerem concederão autoridade a uma falsa religião cristã, sobremaneira alheia à única igreja de Cristo” – (Papa Pio XI, Carta encíclica Mortalium Animos, 6 de janeiro de 1928, n. 16)
Vejamos o que diz a Santa Sé: A doutrina tradicional do ecumenismo esta estabelecida na Instrução Sobre o movimento ecumênico promulgada pelo Santo Oficio em 20 de dezembro de 1949 (no AAS, 31 de Janeiro de 1950), que retoma o ensinamento de Pio XI na encíclica Mortalium animos. Se estabelece que então: Primeiro: “A igreja Católica possui a plenitude de Cristo” e não tem que aperfeiçoa-la por obra de outras confissões. Segundo: Não se deve perseguir a união por meio de uma progressiva assimilação das diversas confissões de fé, nem mediante uma acomodação do dogma católico a outro dogma. Terceiro: A única verdadeira unidade das Igrejas pode realizar-se somente com o retorno (per reditum) dos irmãos separados à verdadeira Igreja de Deus. Quarto: Os separados que retornam a Igreja Católica não perdem nada de substancial de quanto pertence a sua profissão particular, antes o reencontram idêntico em uma dimensão completa e perfeita (“completum atque absolutum”)
“O perene anúncio missionário da Igreja é hoje posto em causa por teorias de índole relativista, que pretendem justificar o pluralismo religioso, não apenas de fato, mas também de iure (ou de principio)” – (Declaração Dominus Iesus, 4)
Unicidade e unidade da Igreja: “Assim, e em relação com a unicidade e universalidade da mediação salvífica de Jesus Cristo, deve crer-se firmemente como verdade de fé católica a unicidade da Igreja por Ele fundada. Como existe um só Cristo, também existe um só seu Corpo e uma só sua Esposa: ‘uma só Igreja católica e apostólica” – (Congregação para a doutrina da fé, Declaração Dominus Jesus, de 6-8-2000, nº 5 e 16. Joseph Card. Ratzinger, Prefeito; Tarcísio Bertone, S.D.B., Arcebispo emérito de Vercelli, Secretário)
Ademais, como diz uma fórmula antiga, Maria é a inimiga de todas as heresias. O auxílio da Virgem Santíssima no combate às insídias do demônio tornou-o consciente de que aquela expressão conciliar “não se tratava de exageros de devotos, mas de verdades hoje mais do que nunca válidas” A Igreja afirma o título de Maria como “advogada, auxiliadora, socorro e medianeira” Não seria por desejo divino, destarte, que a graça da unidade dos cristãos se operasse por meio da Mãe de Jesus? Essa é a pergunta que o “movimento ecumênico” se deve fazer todas as vezes em que for questionada a oportunidade de se falar de Nossa Senhora no diálogo com os protestantes. Vale a pena repetir: de Maria nunquam satis – de Maria nunca se dirá o suficiente.
Assim enfatizou o Papa Bento XVI “é preciso retornar a Maria, se quisermos retornar àquelas verdades sobre Jesus Cristo, sobre a Igreja e sobre o homem” – (RATZINGER; MESSORI, Joseph; Vitorio. A fé em crise? O cardeal Ratzinger se interroga. São Paulo: EPU, 1985, pág. 77)
Ou seja, o melhor caminho para se alcançar a unidade dos cristãos é a TOTAL CONSAGRAÇÃO A VIRGEM MARIA.
Assim como a Igreja nascente justamente se uniu na oração a Virgem Santíssima – a mais nobre fautora e guardiã da unidade – o mais possível oportuno é que outros tantos façam, nos nossos dias, os católicos, a total consagração a Ela, para implorar o auxílio dela nas presentes angústias da Igreja. Acenda-se, pois, por toda parte o ardor por esta total consagração, com a finalidade precípua de através santidade alcançarmos a unidade. Nada poderá ser mais eficaz que isto. Unida intimamente a Cristo, ela deseja sobretudo e quer que aqueles que receberam o dom do mesmo batismo, por Ele instituído, sejam santos e estejam também unidos, por uma mesma fé e por uma perfeita caridade, com Cristo e entre si mesmos.
https://i2.wp.com/caritatem.com.br/wp-content/uploads/2017/06/MOD-60.png?resize=800%2C445&ssl=1
Através da total consagração a Santíssima Virgem Maria confirmamos os votos batismais com o intuito sobremaneira de correspondermos a nossa vocação à santidade. Sendo por este meio o modo pelo qual combateremos todas as heresias e cismas. Atraindo de volta ao seio da Santa Madre Igreja depósito único da Verdade, tanto os hereges como também os demais, sejam estes pagãos, judeus, maometanos e etc.
É a CONVERSÃO de judeus, maometanos e pagãos; e o RETORNO de hereges e cismáticos que almejamos realizar através do ecumenismo e não outra coisa. Esta sim é a fé da Igreja Católica Apostólica Romana.
Que a Virgem Maria, Rainha dos Corações, nos conserve sempre na Verdade e atraia a todos para a verdadeira unidade. Sendo Ela mesma quem profetizou o Triunfo do Seu Imaculado Coração. Também revelou o meio pelo qual esse Triunfo se daria, e que O mesmo, necessariamente levaria ao Reinado de Jesus Cristo no mundo. Este meio escolhido pela Providência de Deus é como revela a própria Senhora, a Devoção ao Seu Imaculado Coração, traduzida de modo perfeito, na total consagração ensinada por São Luis Maria Grignion de Montfort no Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem. (Catecismo da Total Consagração a Santíssima Virgem)
É acertado dizer que todo católico tem o DEVER de corresponder a este pedido feito por Jesus através da Virgem Maria nas suas Aparições em Fátima/Portugal no ano de 1917. E aquele não o fizer, falta não somente com a devida obediência a Cristo, mas além disso se opõe ao projeto de Deus para a salvação das Almas. Como enfatizou a Santíssima Virgem: “Se fizerem o que Eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão paz”
Como disse São Luis Grignion de Montfort: Ut adveniat regunum tuum, adveniat regnum Mariae (Que venha o Reino de Maria, para que assim venha o Reino de Jesus Cristo)!
Fonte:https://caritatem.com.br/o-verdadeiro-ecumenismo-se-faz-pela-total-consagracao-a-virgem-maria/
-------
 Cláudio Duarte prega contra Nossa Senhora em PARÓQUIA
18/06/2017
Renato Aquino
A paróquia Nossa Senhora Rainha quis dar a Santíssima Virgem a devoção que lhe é própria em um templo católico. Muito bem, chamou o humorista que se auto-declara pastor, no manicômio muitos tem funções autodeclaradas também, com voz de bebado Claudio Duarte para pregar. Nossa, foi uma benção!!! Finalmente o ecumenismo seria aplicado como se deve. Que lindo!
O dito pastor aproveitou para pregar contra a maternidade divina de Nossa Senhora e a Sua virgindade perpetua. Não acredita? Assista o vídeo.
Que a loucura dos nossos padres já ultrapassou o limiar básico do bom senso todos sabem.  Existe uma profunda desorientação na Igreja. Os nossos pastores (padres e bispos) resolveram por fogo na sacristia e os fiéis? Ahh, esses que inalem as fumaças da confusão de Satanás enquanto riem das babozeiras dos “Omoristas” do evangelho.
Cá entre nós, o pastor está fazendo seu papel de servo do maligno. E, o pároco? Bem, vocês respondam

FONTE: FIDEPRESS
https://frontcatolico.blogspot.com.br/2017/06/pastor-claudio-prega-contra-nossa.html?m=0
 
Deus o Pai decidiu purificar a terra e isso vai acontecer!


https://www.osv.com/portals/4/Images/General/thechurch/holytrinity.jpg
Os filhos de Deus serão preservados da morte "se" eles respeitarem a vontade de Deus e se colocarem ao Seu lado!
Minha amada filha, o vosso Deus hoje chama-vos para vos dizer que seja divulgada esta mensagem ao Seu povo!
Meu povo, chegou o momento de vossa conversão urgente, arrependei-vos imediatamente, Oh amado povo Meu, porque, eis que vem o fim de tudo o que não pertence a Mim.
Quero salvar os Meus filhos, Quero arrancá-los das garras de Satanás!
Permita-Me, oh amado povo Meu, para salvá-los!
Responda-Me como Eu lhes pergunto por que é hora do acerto de contas.
O Céu olha para a Terra e chama Seu povo para Si mesmo, o chama com súplicas e orações, afim que entendam o risco que correm de ficar longe Dele, não respondendo a Ele, o Deus do Amor.
Satanás festeja nos corações dos homens, seu plano é tirá-los de seu Deus Criador, fazê-los cair em sua rede mortal para Me causar ainda mais dor.
Filhinhos, a Terra em breve será atingida por um asteróide e haverá choro e ranger de dentes!
Não olheis ao redor com indiferença, oh homens, o tempo está se esgotando nesta terra de pecados!
O fogo purificador logo passará para purificar tudo o que é podre, a terra redescobrirá a sua aparência deslumbrante na beleza em Mim.
Portanto, amados filhos, em verdade vos digo: ajoelhem-se perante o crucifixo e rezem, façam penitência e peçam perdão pelos vossos pecados!
Deus, o Pai está cansado desta humanidade que vive em pecado, que dia após dia está enraizado cada vez mais nele. Esta humanidade está contaminada com Satanás! ... pelo mal!
Deus o Pai decidiu purificar a terra, E isso vai acontecer!
Ponham os vossos corações em pureza, preparem-se filhinhos, para que possais ser salvos por vosso Deus.
O Anjo da morte passará, mas os filhos de Deus serão preservados da morte "se" Eles respeitarem a vontade de Deus e se colocarem ao Seu lado!
Exorto a vossa conversão oh homens, Exorto a vossa salvação!
Abram seus corações para que Eu possa entrar para dar-lhes de Mim; Me dê uma chance de salvá-los.
• Itália está em perigo!
• Roma está em perigo!
Convertei-vos Oh homens, convertei-vos rapidamente, o tempo está maduro para a colheita!
Deus Pai todo-poderoso Javhè, Deus dos exércitos!
Fonte: http://www.colledelbuonpastore.it/anno-2017/giugno-2017/2701-figlioli-la-terra-presto-sara-colpita-da-un-asteroide-e-sara-pianto-e-stridor-di-denti.html

Bergoglio ataca a tradição da procissão da Festa de Corpus Christi 



Sem precedentes : Bergoglio move à vontade a procissão Roman Corpus Christi de quinta a domingo. 
Leonardo Boff: "É agora batata você pode fazer o que quiser. Muitos vão se surpreender com o que você vai fazer Francisco. Para isso, você precisa de uma ruptura com as tradições ... para abrir caminho para uma igreja universal ".



Daniel 7:25 insultado Deus Altíssimo e ir correr com o seu povo; vai tentar mudar a lei de Deus e festas religiosas, eo povo de Deus estará sob seu poder (por um tempo, tempos e metade de um tempo).

Como o Profeta Daniel adverte o rei usurpador exaltar-se e ampliar -se vai fazer o que lhe agrada(Daniel 11:36). Paulo nos alertou sobre esse homem Lawless sentado no templo de Deus a ser adorado como um deus ".


Corpus Christi é a festa do Corpo e Sangue de Cristo, da presença de Jesus Cristo na Eucaristia. Cristo - centrado razão significado bíblico e teológico porque a Tradição da Igreja celebra o dia Quinta-feira: O dia de Corpus Christi recordar a instituição da Eucaristia, que teve lugar na Quinta-feira Santa, durante a Última Ceia.
Papa Urbano IV, na apreciação do milagre eucarístico de Bolsena / Orvieto instituiu a Festa em honra da Santa Eucaristia.
As procissões são por meio de manifestações públicas de fé ;e, portanto, a Igreja encoraja e promove mesmo com indulgências. Mas o mais solene de todas as procissões é a de Corpus Christi.
"Três quintas-feiras no ano que brilham mais que o sol:. Quinta-Feira Santa, Corpus Christi e Dia da Ascensão"

A SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI É UM DIA SANTO DE OBRIGAÇÃO.

TERCEIRO MANDAMENTO DA LEI DE DEUS: SANTIFICAR OS FERIADOS.







Bergoglio é colocado acima da lei de Deus e das Celebrações Litúrgicas, desculpando-se com a mudança arbitrária do interesse e seguir o calendário litúrgico modernista italiana. Quebra a tradição lhes para colocar um "trabalho" dia acima de Deus. Quando sabemos que em vários países e regiões, Corpus Christi é um feriado oficial. E este argumento também é falsa porque em Roma celebrou a hora local procissão Noite 20:15.
Bergoglio recusou a ajoelhar-se com seus con-celebrantes modernistas.
Bergoglio ataca a Tradição Católica e piedade popular, bem como promover o marxismo cultural celebrando e respeitando feriados muçulmanos idólatras e outros festivais pagãos supersticiosos e chamadas para o respeito pelas tradições pagãs dos índios, enquanto desrespeitar os festivais sagrados que adoram adorar o verdadeiro deus.
Pio X Catecismo 395. O que nos proíbe do terceiro mandamento? - O terceiro mandamento nos proíbe trabalhos servis e quaisquer outros que impedem-nos adorar a Deus.
Sabe-se que Bergoglio tem um estilo autocrático incapaz de obedecer as leis da Igreja, por isso desde a Argentina era a sua própria vontade.
Bergoglio continua a ser o mundo em vez do mundo ir à igreja.

CHESTERTON: "NÃO PRECISAMOS DE UMA IGREJA QUE MOVE O MUNDO. PRECISAMOS DE UMA IGREJA QUE MOVE O MUNDO'


- o primeiro mandamento da Santa Madre Igreja 
477.- O que nos envia o primeiro mandamento da Igreja: ouvir assistir à missa aos domingos e dias santos? - O primeiro mandamento da Igreja: Para ouvir missa todos os todo domingo e dias santos, enviamos devotamente participar da Santa Missa todos os domingos e santos dias de obrigação, ouvindo -lo do começo ao fim.
Esta festa é celebrada na quinta-feira após a Solenidade da Santíssima Trindade. Sua finalidade principal é para anunciar e aumentar a fé dos católicos na presença real de Jesus Cristo no Santíssimo Sacramento, dando publicamente a adoração (latria).
Papa Urbano IV, amante da Eucaristia, publicada a Bula "Transiturus" em 8 de Setembro, 1264, no qual, depois de ter exaltado o amor de nosso Salvador expressa na Sagrada Eucaristia, ordenou a Solenidade de "ser realizada Corpus Christi "na quinta-feira depois de domingo da Trindade, enquanto a concessão de muitas indulgências aos fiéis para assistir à missa e no escritório. Este gabinete, composto pelo Doutor Angélico, São Tomás de Aquino, no pedido do Papa, é um dos mais belos do Breviário Romano e foi admirado até mesmo pelos protestantes.
A solenidade do Corpus Christi remonta ao do século XIII. Dois eventos extraordinários contribuíram para a instituição da festa: Visões de Santa Juliana de Mont Cornillon eo milagre eucarístico de Bolsena / Orvieto.
Papa Clemente V tomou o assunto em suas mãos e do Conselho Geral de Viena (1311), mais uma vez ordenou a adoção desta festa. Ele publicou um novo decreto incorporando Urbano IV. João XXII, sucessor de Clemente V, pediu a sua observância.
Processions foram dotados com indulgência por Martin V e Eugene IV Papas e tornou-se bastante comum a partir do século XIV.
A St. Tomás de Aquino foi contratado para preparar os textos para o próprio dia Instituto e Massa, incluindo hinos e seqüências, como Pange Lingua (e parte final Tantum Ergo), Lauda Sion, Panis Angelicus, Adoro te devote ou Verbum Supernum prodiens.
O Concílio de Trento afirma que muito piedosa e religiosamente foi introduzido na Igreja de Deus o costume todos os anos, dado férias, este sacramento sublime e venerável com especial veneração e solenidade é celebrada, e reverentemente e com honra é levada em procissão as ruas e locais públicos. Neste Christian testemunhar a sua gratidão e lembrança para o benefício tão inefável e verdadeiramente divino, que é novamente fez esta vitória e triunfo da morte e ressurreição de Jesus Cristo.

PARA ENCORAJAR OS CATÓLICOS A PROFESSAM CORAJOSAMENTE SUA FÉ E PARA PRATICAR AS VIRTUDES CRISTÃS, DE MODO ALGUM É MAIS EFICAZ DO QUE ESTÁ A ALIMENTAR E AUMENTAR A PIEDADE DO POVO PARA ESSE COMPROMISSO ADMIRÁVEL DE AMOR, O VÍNCULO DA PAZ E DA UNIDADE, QUE É O SACRAMENTO DA EUCARISTIA. (LEO XIII, CURTO APOST. PROVIDENTISSIMUS, 28-XI1897).

Catecismo de São Pio X
116. Por que a festa de Corpus Christi solenemente levada em procissão a Santa Eucaristia? - Na festa de Corpus solenemente transportou o Santíssimo Sacramento em procissão:
1, para honrar a Sagrada Humanidade de Nosso Senhor oculto nas espécies sacramentais;
2, para reavivar a fé e aumentar a devoção dos fiéis a este mistério;
3, para celebrar a vitória que deu a Sua igreja contra todos os inimigos de Sacramento;
4, para reparar de alguma forma as lesões recebidas dos inimigos de nossa religião.
117. Como devem participar da procissão de Corpus Christi? - Na procissão de Corpus Christi deve participar:
1, com grande devoção e modéstia, sem olhar para os lados ou falar sem: 
2º, com a intenção de honrar a nossa adoração do triunfo de Jesus Cristo; 
3º, humildemente pedindo perdão das indignidades e todos os outros profanação cometidos contra as comunhões Divino Sacramento; 
4, com sentimentos de fé, confiança, amor e reconhecimento de Jesus Cristo, presente na hóstia consagrada.
Fonte: http://nazareusrex.blogspot.com.br/2017/06/bergoglio-ataca-la-tradicion-de.html?spref=fb 

sexta-feira, 16 de junho de 2017

PAPA FRANCISCO NÃO SE AJOELHA DIANTE DE DEUS, SOMENTE NA FRENTE DE MUÇULMANOS, PROTESTANTES E TRAVESTIS

12 de março de 2017-durante a adoração eucarística no retiro de 2017, todos se ajoelham, apenas o "Papa" está em pé, dando a nota.

http://catolicosalerta.com.ar/bergoglio2017/imagenes/no-se-arrodilla.jpeg

No Vaticano os exercícios quaresmais para a Cúria Romana estão em andamento. Até o "Papa" Francisco participa. Como nos anos anteriores, o "Papa" e a Cúria retiraram-se no domingo para a casa do divino Mestre para um retiro, nas portas de Roma.
A casa dos retiros e a Santa Sé publicaram fotos em suas páginas, que não passaram despercebidas.
Observação:
Durante a adoração eucarística na Igreja da casa de retiro, todos os cardeais e arcebispos que dirigiam os escritórios da Cúria se ajoelharam diante do Santíssimo Sacramento exposto. O "Papa" Francisco estava no meio da igreja.
O quadro recorda uma pergunta inexplicável, que é um pouco controversa, como se segue: por que o "Papa" Francisco ajoelha-se na lavagem anual do pé da quinta-feira Santa, mas não ante do Santíssimo Sacramento?
Ele não se ajoelha, exceto para receber bênçãos de carismáticos e protestantes

http://catolicosalerta.com.ar/bergoglio2017/imagenes/bergogllio.jpg

Ou para lavar os pés dos infiéis

http://catolicosalerta.com.ar/bergoglio2017/imagenes/infieles.jpg

Para ser justo, devemos acrescentar que o "Papa" Francisco se ajoelhou em uma foto tirada na terça-feira para uma bênção eucarística. Uma raridade, dada a sua prática durante o Corpus Christi (anterior) é precisamente por isso que deve ser salientado.

http://catolicosalerta.com.ar/bergoglio2017/imagenes/arrodillado.jpg

Fonte>http://catolicosalerta.com.ar/bergoglio2017/por-que-bergoglio-no-se-arrodilla.html

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Papa Francisco nomeia à Academia Pontifícia, um anglicano que declarou que o aborto deveria ser legal até 18 semanas após a concepção


13.06.2017 -
n/d
ROMA, 13 de junho de 2017 ( LifeSiteNews ) - Entre os 45 novos membros que o Papa Francisco nomeou para a Academia Pontifícia para a Vida é um ministro anglicano que argumentou que o aborto deveria ser legal até "18 semanas após a concepção".
Universidade de Oxford O professor Nigel Biggar, que foi nomeado para a Academia por um período de cinco anos, afirmou em um diálogo de 2011 com o pro-infanticida eticista Peter Singer que um bebê pré-natal "não é ... o mesmo tipo de um adulto ou um Ser humano maduro" e, portanto, não merece o mesmo tratamento .
n/d
"Eu estaria inclinado a traçar a linha para o aborto às 18 semanas após a concepção, que é aproximadamente o primeiro momento em que há alguma evidência de atividade cerebral e, portanto, de consciência", disse ele, conforme relatado pela revista Standpoint .
Então, um ano depois, quando ele foi o orador principal de um evento na Mayo Clinic em Minnesota, ele disse que "não é verdade que todo o aborto é equivalente ao assassinato".
Quando a LifeSiteNews pediu a Biggar se sua nomeação para a Academia indicou que a Igreja sob Francisco está se movendo no aborto, ele disse que, como alguém que não é católico romano, ele não achou apropriado comentar a posição da Igreja.
"Sinto muito por decepcioná-lo, mas a questão do aborto é aquela em que tenho opiniões, mas não é uma coisa que pensei há muito tempo", afirmou. 
"Eu acredito que o motivo da minha recente consulta reside no meu trabalho sustentado sobre as questões da eutanásia voluntária e do suicídio assistido. Sobre essas questões, minhas conclusões estão em consonância com as da Igreja", acrescentou.
Em Oxford, Biggar é professor de Teologia Moral e Pastoral de Regius e Diretor do Centro McDonald de Teologia, Ética e Vida Pública. Ele também é um cânone da catedral da Igreja de Cristo.
A nomeação de um acadêmico que apóia o aborto legal para a Academia, fundada em 1994 pelo Papa João Paulo II, é um choque, especialmente com a cabeça da Academia, o Arcebispo Vincenzo Paglia, assegurando recentemente que os novos membros sejam "verdadeiramente representativos de todos Que valorizam a vida em todos os seus estágios ".
"Relacionado com isso é a minha esperança de que, quando o Santo Padre anunciar a nova e renovada adesão da Academia, a Associação será vista como não só talentosa e realizada, mas também como verdadeiramente representativa de todos os que valorizam a vida em todas as suas fases, Que entendem as alegrias, as dores, os desafios e as satisfações da vida e que estão comprometidos com a realização dos grandes propósitos para os quais nosso Senhor Deus trouxe a própria vida ao mundo ", afirmou Paglia em uma entrevista do 6 de junho com o National Catholic Register .
Apesar da seleção de Biggar, Paglia rendeu hoje que os membros escolhidos estão "comprometidos com a santidade e a promoção da vida".
O Papa Francisco começou sua revisão da Academia no ano passado, criando novos estatutos, que, entre outras coisas, não exigiam mais que os membros assinassem uma declaração para defender os ensinamentos da pro-vida da Igreja. O próximo passo do Papa foi então retirar todos os membros da academia enquanto prometia fazer novos compromissos. 
A ex-membro da academia, Judie Brown, escreveu em um artigo no início deste ano que ficou chocada com o que ela chamou de "desconstruir" a Academia, que já foi considerada um bastião da ortodoxia. 
"A Pontifícia Academia para a Vida está passando por uma revisão do Papa Francisco e seus agentes políticos dentro da hierarquia do Vaticano, e é um dos eventos mais dolorosos que eu vi na minha vida. Mas, dada a política do Vaticano, não é surpreendente ", escreveu na época.
Fonte: www.lifesitenews.com  (artigo traduzido)
============================
Nota de www.rainhamaria.com.br
Sempre lembrando...
O rigor do Padre Pio diante do pecado de aborto salvava as almas dos pecadores. Ele tinha certeza de que tal pecado não podia ser tratado com banalidade. (algo comum)
n/d
Certa vez, o Padre Pellegrino disse ao Padre Pio: “O Senhor esta manhã negou a absolvição a uma senhora porque esta fez um aborto. Por que foi tão rigoroso com aquela pobre pecadora?”
Respondeu o Padre Pio: “O dia em que as pessoas perderem o horror ao aborto, este será um dia terrível para a humanidade. O aborto não é somente um homicídio (qualquer). E, para aqueles que estão à beira de cometer com um só golpe este delito, temos que ter a coragem de mostrar a nossa Fé? O meu rigor, enquanto defende a vinda das crianças ao mundo, é sempre um ato de fé e de esperança.  Veja, eu não sou santo e também jamais me senti próximo da santidade, quando digo palavras, talvez, um pouco fortes, mas justas e necessárias àqueles que cometem esse crime, eu estou certo de ter obtido a aprovação de Deus para o meu rigor".
Diz na Sagrada Escritura:
"Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos". (São Mateus 19, 17)
"Conheces os mandamentos: não mates; não cometas adultério; não furtes; não digas falso testemunho; não cometas fraudes; honra pai e mãe". (São Marcos 10, 19)
"O Quinto mandamento, não matará. O aborto mata, portanto é um homicídio, o pior do pior, é que a mamãe mata a seu filho, que não pode se defender".
Tudo está pronto, vossa Mãe Celestial está para declarar-vos Sua chegada especial na terra. Ela descerá para o resgate da Igreja de Seu filho Jesus


http://p1.pichost.me/i/35/1581467.jpg?dl=1
Amada filha, Meu retorno é iminente, espalhe seu amor por Mim e Me dê tudo de vós.
Minha abençoada filha, em verdade vos digo: o tempo está encerrado, as comportas dos céus estão prestes a abrir-se a Mim, para Minha descida na terra.
Moverei vosso coração para Mim e vos direi tudo sobre Mim, do Meu Amor infinito por vós, Minhas criaturas amadas!
Vos farei conhecer a verdadeira vida em Mim, escolhereis, no vosso livre arbítrio, se pertencem a Mim ou se Me negarão!
Vos darei ainda a oportunidade de entrar na vida eterna, no Meu Novo Paraíso na terra, onde as canções dos Anjos irão recebê-los e abraçá-los em uma única canção de amor para Mim seu amor a Deus.
Soarão festivamente todos os sinos do mundo, se moverão para elogiar-Me e agradecer-Me, Me celebrarão com seu som alegre.
Meus amados filhos o inverno acabou, a doce Primavera se apresenta para se juntar a vós, para levá-los em suas delícias de amor e alegria.
Sou Aquele que vos ama infinitamente, Aquele que vos criou para Si, não permitirei que o Meu inimigo vos tome para si... basta!
Meu cálice que derramei na terra, a terra vai Me fazer amar o que Eu tenho derramado por Amor.
Obrigatoriamente, Serei um bom juiz!
Discernirei vosso trabalho e vos colocarei à Minha direita ou à Minha esquerda.
Negarei aqueles que não pertencem a Mim, vou enviá-los para o inferno, lugar de condenação eterna!
Momentos misteriosos se voltam para a terra!
O sol, em suas implosões, dará origem a Aurora Boreal que lhes trará a mais bela Aurora, aquela que já veste a Sua vitória, que o Pai concedeu a ela na derrota de Satanás.
A Sua vinda entre vós está a momentos! Ela prenderá o bastão da guia em vossas mãos e irá levá-los, ao Seu lado, para a vitória!
Maria, mulher vestida de Luz e Amor, será Aquela que abrirá o véu do templo e irá descer o Seu Filho Jesus e apresentá-los novamente ao Seu povo, para que possais reconhecê-lo e se converter a Ele.
Tenhais Amor e Caridade, e dentro de vós o ardente desejo Dele, vosso Deus Salvador, para que Ele vendo o vosso Amor a Ele, venha abençoá-lo e abraçá-lo para Si para que tenhais vida eterna junto Dele!
Choverá granizo do céu! Na terra haverá terremotos e tsunamis, o céu vai desligar suas luzes, e a escuridão entra para reinar por três dias e três noites.
Peço-vos para que estejais preparados, com velas acesas, lombos cingidos e vosso cajado na mão!
A decisão final está no Pai, Ele é Aquele que É! Estejais do lado Dele para não encontrar-se repentinamente sózinhos!
Dê-Me vossas vidas, filhinhos, para Eu colocá-los em Mim em Minha Eternidade.
Dê-Me seus sinceros SIM Meus filhos, tudo está pronto, vossa Mãe Celeste está para declarar a Sua especial vinda para a Terra.
Ela descerá para o resgate da Igreja de Seu filho Jesus, tem o mandato do Pai, vem para colocar a prova a Igreja!
Estais prestes a testemunhar o maior cisma na história da Igreja na terra!
Amém!

Jesus Cristo!
Fonte: http://www.colledelbuonpastore.it/anno-2017/maggio-2017/2699-misteriosi-momenti-si-affacciano-alla-terra-il-sole-nelle-sue-implosioni-dara-origine-ad-aurore-boreali-che-vi-porteranno-l-aurora-piu-bella-colei-che-gia-veste-la-sua-vittoria-quella-che-il-padre-le-ha-concesso-nella-sconfitta-a-satana.html

domingo, 4 de junho de 2017

NÃO SE TRATA DE COLOCAR O PAPA FRANCISCO X BENTO XVI!


O comportamento do Cardeal Walter Kasper, alinhado com o papa Francisco frente ao saudoso papa que se afastou(?) Bento XVI, é o característico de quem pertence às intolerantes esquerdas: se me aceitar como quero, somos amigos, porém, se vier a discordar de mim, seremos desafetos até que volte a se submeter a mim noutra oportunidade e voltaremos à amizade de novo!
Noutro ponto de desentendimento estão as posições dos dois, pois enquanto aquele é liberalista, prefere uma doutrina da Igreja que se adapte a certas circunstancias via concessões pastorais, compreensão com certos casos particulares merecedores de concessões, mas que poderia cair no relativismo sectario, numa Igreja à la metamorfose ambulante, da forma como se comportam as relativistas e camaleônicas seitas protestantes, esse prossegue com seriedade na Igreja de sempre, sem quaisquer cessões ao alienante modernismo!
Se checarmos os planos dos maçônicos Vindice e Nubius lá pelos anos 1834 aproximadamente, deparamos que os propósitos deles de destruirem a Igreja nos seus membros era mais modesta, não eram tão avançados quanto ao que chegamos hoje em dia e, do lado de lá possivelmente não estariam exultantes pelos estragos causados ao rebanho católico pelas sórdidas ações de seus agentes, mas perceberiam que a situação está muito mais avançada em materia de deterioração que previamente esperavam atingir!
Praticamente falando, talvez até uma seita protestante poderia preencher os interesses e conveniencias dos "fieis" que apreciassem uma igreja mais flexível, de tantos modelos que possuem no mercadão das religiões!
Um sacerdote apóstata e ex-canonista, chamado Pe. Roca (1830-1893), depois de ter sido excomungado, disse: “O papado cairá; morrerá pela faca sagrada que os padres do último concílio forjarão.” Roca também disse: “Devemos ter um novo dogma, uma nova religião, um novo ministério, e novos rituais que sejam muito parecidos aos da Igreja que se haverá rendido. O culto divino dirigido pela liturgia, o cerimonial, o ritual e os regulamentos da Igreja Católica Romana submeter-se-ão em breve a uma transformação num concílio ecuménico". 

Isac